terça-feira, 30 de novembro de 2010

(+) frase

Não é raro, tropeço e caio. Às vezes, tombo feio de ralar o coração todinho.Claro que dói, mas tem uma coisa: a minha fé continua em pé.


Ana Jácomo

foto

frase

Nossa vida se encaixa de um jeito tão perfeito. Não que todas as nossas peças sejam complementares, mas a nossa vontade nos faz unir cada pedaço, mesmo os que parecem incompatíveis.

Fernando Ganoa

frase

Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo. O essencial faz a vida valer a pena .


Rubem Alvez

frase do dia

Tem dia que a vida segue nossos passos, fala nossa língua.
Coincidências raras, responsáveis por manter viva a nossa fé.
Que maré... Vontade nenhuma de dar ré!

Fernanda Gaona

sobre o tempo

Quando chegar aos 30
serei uma mulher de verdade
nem Amélia nem ninguém
um belo futuro pela frente
e um pouco mais de calma talvez

e quando chegar aos 50
serei livre, linda e forte
terei gente boa ao lado
saberei um pouco mais do amor
e da vida quem sabe

e quando chegar aos 90
já sem força, sem futuro, sem idade
vou fazer uma festa de prazer
convidar todos que amei
registrar tudo que sei
e morrer de saudade.

de outros blogs

Eu sei que você não vai entender hoje. Talvez nem amanhã ou depois. Porque neste momento parece que você “precisa”, mas acredite, o tempo é sábio e os acontecimentos fazem parte de um processo que nem sempre é dominado por nós. Podemos e devemos planejar o que queremos, mas a idéia de “necessidade” não pode sacrificar cada passo que devemos trilhar. O tempo me ensinou que ignorar os sinais é inútil, que ao contrário, devo treinar meus ouvidos e sentidos para entender cada “não” recebido. Se o caminho não vale a pena não rejeite fazer um desvio. O importante é nada nem ninguém tirar você de sua rota.


Fernanda Gaona

trecho

Estou te querendo muito bem neste minuto. Tinha vontade que você estivesse aqui e eu pudesse te mostrar muitas coisas, grandes, pequenas, e sem nenhuma importância, algumas. Fique feliz, fique bem feliz, fique bem claro, queira ser feliz !

trecho de livro

Mesmo assim eu não esquecia dele. Em parte porque seria impossível esquecê-lo, em parte também, principalmente, porque não desejava isso. É verdade, eu o amava. Não com esse amor de carne, de querer tocá-lo e possuí-lo e saber coisas de dentro dele. Era um amor diferente, quase assim feito uma segurança de sabê-lo sempre ali.


- O ovo apunhalado

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

afinal o que querem as mulheres .

É de dar vergonha tanto amor, esse delirio. Você me emociona, parece feita de terra menina selvagem. Mais menina, mais selvagem vulcão por isso ao seu lado faz calor o amor. Queria te mostrar como é violento você existir, o amor é o fascínio recíproco de duas pessoas por aquilo que elas tem mais secreto .

frase do dia

Coloquei tantos pontos finais em nós que acabamos cheios de reticências.

domingo, 28 de novembro de 2010

afinal o que querem as mulheres .

O futuro de uma mulher é uma eternidade de primeiras vezes. A sua primeira vez com ele, a primeira vez que tira a roupa na frente dele. O primeiro segredo que você conta a ele, e o primeiro segredo que você esconde dele.

afinal o que querem as mulheres .

Na minha vida encontrarei milhares de corpos femininos
desses milhares, desejarei algumas centenas
mais dessas centenas de mulheres, estarei sempre amando só uma
e porque essa e não outra ?, o que me fará ter medo de perdê-lá
que parte desse corpo, que gesto dessa mulher, que palavra, o jeito de levar a mão a cintura
uma mexa de cabelo que cai sobre a testa, o livro que lê sozinha na praia
são necessários muitos a casos numa teia de coincidências
para que eu há encontre, enquanto isso não acontece estou condenado a busca-lá em estado de suspensão
com espírito confuso, flutuando como o mar, soprando como o vento, sem verdade, nem palavra.


afinal o que querem as mulheres .

Do que importa quantos amores você tem se nenhum deles te dá o universo.

frase

Não foi nada. Deu saudade, só isso. De repente, me deu tanta saudade.


Caio Fernando Abreu

frase

Mas a poeira é só a vontade que o chão tem de voar..

Rita Apoena.

frase

Continuar, continuei. Porque continuar é preciso. (...) Ser feliz é outra coisa .

Van Luchiari

frase

Certos tipos de desapegos eu ainda não aprendi. Talvez um dia eu seja maior do que eu sou .

Van Luchiari

frase

Coração é represa que um dia, de repente, inunda...
Van Luchiari

frase do dia

Não entendo esses dias que começam como um furacão arrastando tudo pela frente. Os dias deveriam ser mansos .

-Van Luchiari

frase do dia

Não entendo esses dias que começam como um furacão arrastando tudo pela frente. Os dias deveriam ser mansos .

-Van Luchiari

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

afinal o que querem as mulheres ?

Eu quero um homem que me faça esquecer dos outros, e logo em seguida me faça esquecer dele mesmo!


frases da série -

afinal o que querem as mulheres

O amor é o fascínio supremo de duas pessoas por aquilo que elas tem de mais secreto.

pelo caio

Escuta. Aperta minha mão. Tá me dando aquela pena de mundo, sabe? Vem a imagem de um tappeware com um pedacinho de bolo.Minha mãe preparou e eu fiquei com preguiça de trazer. Isso nunca aconteceu, mas eu fico sofrendo como se tivesse. E passo o dia levando sustos como se todos os carinhos simples, que esqueci de reparar, fossem bonecos de mola macabros que saltam do nada.Não sei o que isso quer dizer, amor. Mas você sabe. Então, aperta minha mão e me diz que eu posso deixar tudo isso pra trás sem tanta dor. Eu preciso ser adulta sem achar que tô matando o principal. Entende? Você pode? Me amar quando eu não posso ser adulta? Pra que eu seja sabendo que se eu não puder tudo bem e isso me dá forças pra ser mais e mais? Eu já sou. Você pode?



achados

Feito dor, não alegria. Agora agora agora vou ser feliz, eu repetia: agora agora agora. E forçava os olhos pelos cantos de prata esverdeadas, luz fugidia, a ponta em seta de sua cauda pela fresta de alguma porta ou fumaça de suas narinas, sempre mau, e a fumaça, negra. Naqueles dias, enlouquecia cada vez mais, querendo agora já urgente ser feliz. Percebendo minha ânsia, ele tornava-se cada vez mais remoto. Ausentava-se, retirava-se, fingia partir. Rarefazia seu cheiro de ervas até que não passasse de uma suspeita verde no ar. Eu respirava mais fundo, perdia o fôlego no esforço de percebê-lo, dias após dia, enquanto flores e frutas apodreciam nos vasos, nos cestos, nos cantos.



eu acho que é do caio fernando, nao tenho certeza *-*

pequenos diálogos

Chuck: Nós construiremos nossos futuros juntos.
Blair: Eu segui meu coração ano passado e isso não me levou a lugar algum. Agora eu preciso seguir minha cabeça.
Chuck: Você não precisa escolher entre eles. Olhe para Brad e Angelina. Eles se revezam no topo.
Blair: Sim, mas ela ganhou o Oscar primeiro… Me desculpe, mas eu tenho que ser Blair Waldorf antes de poder ser a namorada de Chuck Bass.
Chuck: Eu te amo.
Blair: Eu também te amo… Eu não espero que você espere.
Chuck: Se duas pessoas estão destinadas a ficar juntas, eventualmente elas encontram seu caminho no final.
Blair: Você realmente acredita nisso?
Chuck: Acredito.
Blair: Então eu também.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

trecho

O sorriso que eu levo hoje,
apaga todos os outros rastros.
Eu aprendi, aos trancos,
que ser feliz não dói.
Ser feliz não dói!

fascinação !



este é meu espetáculo, só que se mostra se encontra.. mesmo que se perca pelo caminho! - cazuza

(+) frase

E escolhendo não morrer, escolhendo continuar, de uma forma ainda meio cega, tortuosa, não-racional.

(+) frase

O tempo corre, a gente vai descobrindo jeitos de se proteger.

afinal o que querem as mulheres .

fuçando no blog do ' andré newman ' haha, encontrei umas frases legais ,


' e tenho aqui mais umas muitas notas caóticas sobre o tema, mas não importa. fundamental é mesmo o amor, .. '

' mais: solteiro quer dizer o sol inteiro. e ainda: só, mas inteiro. em resumo: estou meio triste, meio raivoso, acabado, confuso, perdido, meio louco, sei lá, como pode notar .. '


frase do dia

Um desses raros momentos em que a gente sabe direitinho o que é felicidade: aquele espaço rápido entre uma ansiedade e outra, em que tudo parece perfeito. E é

-Cris Guerra

terça-feira, 23 de novembro de 2010

sem titulo

Mesmo depois de tanto tempo é claro que aquele era um encontro um tanto desagradável . Mesmo depois de tantos meses,semanas,dias e horas passados, ouvir aquela grossa voz e olhar naqueles doces olhos ainda mexiam com Clarice . Os mesmos olhos doces que lhe traziam todas as boas lembranças de 8 meses de um namoro que aos olhos dos outros era perfeito,lhe faziam entrar em um brando estado de fúria ao recordar de todas as mentiras ditas com um máximo de cinismo possível .
Ele fora seu primeiro namorado,ela criara todas as expectativas e sonhos que as meninas criam ao sonharem com o seu príncipe encantado. Era o romance que sempre sonhara em ter, era exatamente como um conto de fadas dos dias modernos.
Clarice sabia da fama de mulherengo que seu amado tinha,mas o amor lhe fazia acreditar que ele havia mudado,havia mudado por ela,porque ele dizia estar apaixonado .
Porém um dia acordou desse sonho que acreditara ela que nunca teria um fim, e chegou a tona de que histórias perfeitas com finais felizes realmente só existem em contos de fadas . Eduardo não havia mudado como ela pensara,bastou-se uma curta viagem,algumas festas com velhos amigos para ele voltar a ser como era , ou melhor,ele voltara a ser o que nunca havia deixado de ser . Clarice parecia não acreditar nas barbaridades que as amigas que lhe diziam,aquele não poderia ser o “seu” Eduardo, elas só podiam estar se confundindo, ele nunca faria isso ,porque ele se declarara completamente apaixonado,dizia ter mudado,mas quem poderia provar de que tudo o que ele dizia era realmente verdade ?
Resolveu conversar com ele,saber a sua versão,ela nunca fora de julgar alguém sem saber do que realmente estava julgando,sempre fora muito justa e com aquele que acreditava ser o homem da sua vida não seria diferente . Ela estava convicta de que tudo havia sido um mal entendido, que ele lhe contaria a verdade e tudo ficaria bem, porém desta vez sua confiança havia sido trincada e qualquer explicação não a convenceria ...
E pela primeira vez ela conseguira ver a mentira saindo claramente em suas palavras,ele estava confuso,não sabia bem o que dizer,não estava preparado,ela chegara de surpresa e Clarice então percebera que o que suas amigas haviam lhe contado não havia sido um mal entendido,realmente acontecera,Eduardo havia traído-a ...
Sentiu o chão se abrir,as lágrimas passaram a jorrar em seu rosto diante dele pedindo desculpas desesperadamente,dizendo que precisava se explicar, que aquilo não aconteceria novamente,mas a mágoa era grande demais . Ela não conseguira dizer nada, apenas saiu rua a fora, correndo sem destino . Por fim parou em uma praça,não uma praça qualquer, mas na praça que era denominada deles,porque fora ali que se conheceram,fora ali que ele havia pedido-a em namoro,fora ali que por tantas vezes passaram horas fazendo juras de amor, ali estavam as mais belas recordações dos dois,e em meio a um rio de lágrimas Clarice não conseguia acreditar no que estava acontecendo, não conseguia acreditar que ele havia feito isto, ele dizia amá-la tanto,dizia que ela era a garota dos seus sonhos,e qual garota perdidamente apaixonada não acreditaria nestas palavras ?
Passou a lembrar de todos os beijos,abraços e “eu te amo” ditos,será que tudo realmente fora verdadeiro ? Ela sabia que sim,mas apenas da parte dela,todos aqueles sonhos eram apenas dela . Quanta ingenuidade ter acreditado nele,mas estava apaixonada, e por amor fazemos coisas inimagináveis ...
Mesmo depois do ocorrido ela não deixara de ir a praça,mesmo ali tendo tantas recordações que doíam no fundo do seu peito,ela gostava de lá . E em um desses dias,sentada,sozinha,quem ela menos esperava que pudesse se sentar ao seu lado chegara, sim ele, Eduardo .
Sentia o mesmo frio na barriga que sentira segundos antes do primeiro beijo deles, mas também sentira uma raiva imensa, a ponto de virar e pular em seu pescoço,xingá-lo dos piores nomes existentes e inexistentes também , mas sabia que se fizesse isto segundos depois cairia sobre seu peito e desabaria a chorar,perguntando por que ele teve de estragar tudo .
Ele tocou seu ombro e ela se afastou .
- Ei, calma,eu não vou te atacar,só queria conversar, saber como você está – Ah,quanta cara de pau não é mesmo ? Ela tinha vontade de soltar mais uma das suas tão irritantes irônicas risadas,mas limitou-se e sentia o medo crescer dentro de si .
- Hm,- Fora apenas isto que respondera,ele se levantou um tanto irritado e rindo disse :
- Você não mudou nada mesmo ein ? Por que você é sempre tão fria ?
Clarice fechara os olhos e contara até dez em pensamento,controlava-se para não cometer nenhuma besteira e com um sorriso amarelo respondeu-lhe :
- Não estou sendo fria,só estou ... cansada...
Puts,que burra pensara,não havia algo melhor a dizer ? Mas agora já tinha dito e ele aproximando-se novamente perguntou:
- Cansada do quê pequena ? – E colocou atrás da orelha dela uma mecha que tampava o seu olho . Ela sentira um frio na espinha e respondera :
- Ando com a vida muito corrida ultimamente ...- Ele se aproximou ainda mais,Clarice conseguia prever o que estava prestes a acontecer,mas não tinha forçar para evitar,parecia imóvel,estava paralisada olhando para aqueles doces olhos por quem ela era apaixonada .
- É incrível como cada dia que passa você consegue ficar ainda mais bela – Pronto, era o que bastava para a besteira ser cometida, ele agarrou-a pela cintura e beijou-a . Beijaram-se com saudade,ternura e desejo . Pronto,estava feito,por um momento toda a dor desaparecera e toda aquela felicidade voltara,mas fora apenas por um momento .
Ao chegar em casa não conseguia acreditar no que acontecera,e sentiu toda a dor voltar,e as lágrimas começaram a escorrer,correra para seu quarto,desabou na cama e chorou com a esperança de toda a dor passar .
Pouco tempo depois,quando estava se sentindo melhor ouvira o telefone tocar,atendera sem receio algum,e gelou ao ouvir a voz . Era ele,desculpando-se pelo ocorrido,e pedindo a ela que não interpretasse mal o que acontecera,que era melhor encerrar ali, que ele precisava de um tempo e não queria levar aquilo adiante não naquele momento . Clarice nada respondeu,apenas desligou o telefone e voltou a chorar,como pôde se deixar levar tão facilmente ? Como pôde ?
Horas mais tarde uma amiga resolvera visitá-la para contar-lhe algumas novidades,não fazia ideia do ocorrido . Ao ver o semblante triste da amiga perguntou-lhe :
- Você está bem ?
- Sim .
Então Clarice desatou a chorar . Ela sabia que não,sabia que mais uma vez estava se enganando para tentar sofrer menos,estava se tornando cada vez mais fria e fechada . Esquecer sabia que nunca esqueceria,ele fora seu primeiro amor e dizem que o primeiro amor a gente nunca esquece.



encontrei em uma comunidade no orkut palavras ao vento, haha é da bruna araújo, *-*

frase

Eu só queria alguém eterno em sua duração, que me fizesse parar de achar normal essa história de perder as pessoas pela vida.

frase do dia

Será que quando você não consegue dormir, é porque está acordado no sonho de alguém?

domingo, 21 de novembro de 2010

(+) frases

Trata-se de uma decepção diferente: não penso obsessivamente, não tenho vontade nenhuma de ligar nem de escrever cartas, não tenho ódio nem vontade de chorar. Em compensação também não tenho vontade de mais nada.

(+) frases

As pessoas suportam tudo, as pessoas, às vezes, procuram exatamente o que será capaz de doer ainda mais fundo.

pelo caio

Olha, fique em silêncio. Eu gosto do teu silêncio. Mas também gosto de tuas palavras - acredite. Mas não vim aqui para te falar de ruídos - ou não - , estou aqui para te falar de céu, mar, estrelas e tapioca - como naquele dia, lembra? - Ontem por incrível que pareça todos os lugares que pisei eu te procurei. Teus rastros ficaram por lá. O balançar de teus cabelos e esse teu jeito meio atacado de ser. Fiquei feliz em poder sentir tua falta, - a falta mostra o quão necessitamos de algo/alguém. É assim o nosso ciclo. Eu te preciso. Perto, longe, tanto faz. Preciso saber que tu está bem, se respira, se comeu ou tomou banho - com o calor que está fazendo neste verão, tome pelo menos uns três ao dia, e pense em mim, estou com calor também. Me faz bem pensar nessas atividades corriqueiras, que supostamente você está fazendo. Ah, e eu estou te esperando, com meu vestido curto, óculos escuros grandes e meu coração pulsando forte, e te abraçar até sentir o mundo girar apenas para nós. É, eu gosto muito de ti.

pelo caio

Mais do que querer você de volta, eu ME quero de volta, quero a felicidade nos meus olhos mirados em você . Eu quero a gente, eu quero tudo de novo, eu quero as coisas antigas, as primeiras, todas! Me devolve seu sorriso? Parece que eu não te faço mais sorrir, assim eu desespero mesmo. É uma resposta simples pra uma pergunta simples: Você vai voltar?

(+) frase

Gosto quando a cabeça para o maior tempo possível, caso contrário enche-se de temores, suspeitas, desejos, memórias e todas essas inutilidades..

frase do dia

Já li tudo, cara! Já tentei macrobiótica psicanálise drogas acupuntura suicídio ioga dança natação cooper astrologia patins marxismo candomblé boate gay ecologia, sobrou só esse nó no peito, agora o que faço?

pelo caio

Sempre acreditei que toda vez que a gente entra numa igreja pela primeira vez, vê uma estrela cadente ou amarra no pulso uma fitinha de Nosso Senhor do Bonfim, pode fazer um pedido. Ou três. Sempre faço. Quando são três, em geral, esqueço dois. Um nunca esqueci. Um sempre pedi: amor.

curtinho

Então eu chegaria assim. Como quem não quer nada. Com a mesma cara de cachorro vagabundo. Te olharia como criança olha adulto. Por baixo sabe…Com cara de quem botou fogo no rabo do passarinho. Tiraria o cabelo dos olhos. E falaria qualquer coisa que simplesmente não ia servir. E você teria vontade de pular no meu pescoço. De bater em mim com o que tivesse em mãos. E eu falaria do seu jeito de falar. De como eu te amo quando fica brava. E você ficaria mais brava ainda. Mas me daria um sorriso. Aí eu falaria do seu sorriso. E a gente falaria um pouco sobre qualquer coisa que na verdade não interessa. Porque só interessaria mesmo estar ali. Senão você não sorriria pra meu olhar cretino. Senão não estaríamos ali… Nesse ritual de palavras que não deixa de ser maravilhoso. Protelando e protelando o momento de mais um beijo. Longo, apertado e vagabundo… como nós.

Nenê Altro

o salto

A gente não tem como saber se vai dar certo. Talvez, lá adiante, haja uma mesa num restaurante, onde você mexerá o suco com o canudo, enquanto eu quebro uns palitos sobre o prato -- pequenas atividades às quais nos dedicaremos com inútil afinco, adiando o momento de dizer o que deve ser dito. Talvez, lá adiante: mas entre o silêncio que pode estar nos esperando então e o presente -- você acabou de sair da minha casa, seu cheiro ainda surge vez ou outra pelo quarto –, quem sabe não seremos felizes? Entre a concretude do beijo de cinco minutos atrás e a premonição do canudo girando no copo pode caber uma vida inteira. Ou duas. Passos improvisados de tango e risadas, no corredor do meu apartamento. Uma festa cheia de amigos queridos, celebrando alguma coisa que não saberemos direito o que é, mas que deve ser celebrada. Abraços, borrachudos, a primeira visão de seu necessaire (para que tanto creme, meu Deus?!), respirações ofegantes, camarões, cafunés, banhos de mar – você me agarrando com as pernas e tapando o nariz, enquanto subimos e descemos com as ondas -- mãos dadas no cinema, uma poltrona verde e gorda comprada num antiquário, um tatu bola na grama de um sítio, algumas cidades domesticadas sob nossos pés, postais pregados com tachinhas no mural da cozinha e garrafas vazias num canto da área de serviço. Então, numa manhã, enquanto leio o jornal, te verei escovando os dentes e andando pela casa, dessa maneira aplicada e displicente que você tem de escovar os dentes e andar ao mesmo tempo e saberei, com a grandiosa certeza que surge das pequenas descobertas, que sou feliz.Talvez, céus nublados e pancadas esparsas nos esperem mais adiante. Silêncios onde deveria haver palavras, palavras onde poderia haver carinho, batidas de frente, gritos até. Depois faremos as pazes. Ou não? Tudo que sabemos agora é que eu te quero, você me quer e temos todo o tempo e o espaço diante de nossos narizes para fazer disso o melhor que pudermos. Se tivermos cuidado e sorte – sobretudo, talvez, sorte -- quem sabe, dê certo? Não é fácil. Tampouco impossível. E se existe essa centelha quase palpável, essa esperança intensa que chamamos de amor, então não há nada mais sensato a fazer do que soltarmos as mãos dos trapézios, perdermos a frágil segurança de nossas solidões e nos enlaçarmos em pleno ar. Talvez nos esborrachemos. Talvez saiamos voando. Não temos como saber se vai dar certo -- o verdadeiro encontro só se dá ao tirarmos os pés do chão --, mas a vida não tem nenhum sentido se não for para dar o salto.

, Antônio Prata.

video

video

blog, afinal o que querem as mulheres

Sou seu amigo. Mas rico ri à toa, e eu me sinto vertiginosamente rico porque essas histórias, alegres ou tristes, ela me conta de mãos dadas, junto de mim. Digo-lhe isso; mas não lhe confesso que aprovo e abençôo todas as coisas e pessoas que povoaram seu passado e tenho vontade de dizer:

“Benditos teu pai e tua mãe; benditos os que te amaram e os que te maltrataram; bendito o artista que adorou e te possuiu, e o pintor que te pintou nua, e o bêbedo de rua que te assustou, e o mendigo que disse uma palavra obscena; bendita a amiga que te salvou e bendita a amiga que te traiu; e o amigo de teu pai que te fitava com concupiscência quando ainda eras menina; e a corrente do mar que te ia arrastando; e o cão que uivava a noite inteira e não te deixou dormir; e o pássaro que amanheceu cantando em tua janela; e a insensata atriz inglesa que de repente te beijou na boca; e o desconhecido que passou em um trem e te acenou adeus; e teu medo e teu remorso a primeira vez que traíste alguém; e a volúpia com que o fizeste; e a firme determinação, e o cinismo tranqüilo, e o tédio; e a mulher anônima que te vociferou insultos pelo telefone; e a conquista de ti por ti mesma, para ti mesma; e os intrigantes do bairro que tentaram te envolver em suas teias escuras; e a porta que se abriu de repente sobre o mar; e a velhinha de preto que ao te ver passar disse: “moça linda…”; bendita a chuva que tombou de súbito em teu caminho, e bendito o raio que fez saltar teu cavalo, e o mormaço que te fez inquieta e aborrecida, e a lua que te surpreendeu nos braços de um homem escuro entre as grandes árvores azuis. Bendito seja todo o teu passado, porque ele te fez como tu és e te trouxe até mim. Bendita sejas tu.”


Livia,

com amor,

André

por eles !

É de dar vergonha tanto amor. É latifúndio coronário, monocultura cardíaca – como um país inteiro plantado aos pés dela. O delírio repetindo igualzinho. Você me emociona. Parece feita de terra. Tudo é verdade começando por você, quando você se coloca na frente – como se a janela compreendesse a moldura e a paisagem, então, onde quer que você a coloque, terá sempre a mesma visão. Promete que entende tudo o que eu digo? E por detrás desse jeito de menina selvagem, mas menina, mas selvagem, vê-se o vulcão. Por isso ao seu lado faz calor. Por mim o mundo não vivia. O mundo pode espernear à vontade. Eu ainda vou fazer uma canção pra você. Vou apontar e te dizer, “olha que lindo!” e você vai sorrir pra mim, olhando nos meus olhos sem nem se importar com o que eu estou apontando. Você é a coisa mais bonita que eu já vi. Você e o mar, mas o mar é mulher e mulher só você. Essa frase é da nossa canção. Quero te ver feliz. Matar e morrer com você pra você por você. Em um dos nossos primeiros encontros te dei um livro. Queria te mostrar como é violento você existir. Meu olho dói quanto te vê. Pensei em comprar um machado, um guindaste, um viaduto. Vou te morder os dentes. Pensa em mim pra eu existir. Eu poderia passar o resto da vida acreditando em você e te dizendo “vai…”, “vai lá ver como é…”. Não comprei machado, nem bigorna ou trator, mas te dei o livro. Te dei o livro e escrevi no fim desse texto:

A MULHER E SEU PASSADO

- Rubem Braga em A Traição das Elegantes

Ela conta a história de uma freira que a atormentava no internato em seu tempo de menina; de um homem que a fez viver longamente entre o desespero e o tédio, a revolta e a humilhação. E fica meio magoada porque a tudo eu sorrio, porque eu não pareço participar do sentimento com que ela fala contra essa gente que passou. Afinal ela também sorri: “Você é meu amigo ou amigo da onça?”

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

pequenos diálogos

- Desculpa .
- Eu nasci pra minha carreira.
-Eu só queria ficar perto de voce..
-Pois agora tú vai ficar é longe.. Me esquece ! .. Eu te odeio .
-Não há ódio que dure pra sempre, espero que um dia voce me perdoe ..
-Tú?! Não espere isso!
-Não vou esperar mesmo não, sabe porque ? Porque esse tal amor que personagem finge que sente, amor dessa qualidade que tem paciência até pra esperar o intervalo inteiro pra somente no voltamos a apresentar conclúir o que tinha fingido que tinha começado, esse amor é somente amor que ficção Chandelle, e é muito diferente disso daqui que eu sinto, esse grudamento da tua pessoa na minha, essa agonia, esse negócio de doido que eu não encontro nome pra ele em nenhuma das palavras existentes, e nem tem som, nem letra escrita que explique como ele é exagerado..
-Onde foi que tú leu isso ?
-Nem li, nem decorei, nem sei repetir de novo, porque sentimento sentido de verdade não precisa ser documentado em papel, romance nem peça de teatro, e nao é da conta de mais ninguém a não ser da pessoa que sente, e da outra responsável pelo afeto causado, a conversa aqui é somente eu e você, e você eu Chandelle. Finge pelo menos uma vez que tú é tú, que é pra ver se tú descobre o que sente, esse beijo que eu vou te dar agora, esse vai ser meu de verdade !




( retirado da série, ' Clandeslinos ' )

pelo caio

E não estou certo se essas lembranças serão boas. Ou se seriam boas, lembradas hoje, você me entende? Porque o tempo passado, filtrado pela memoria e refletido no tempo presente – agora -, parece sempre melhor. E terá mesmo sido?

frase do dia

É fácil morrer. A toda hora, em todos os lugares, a morte está se oferecendo. Mais difícil é continuar vivendo.

da tati

Ela sabia que precisava dele. Pelo menos naquela noite chuvosa e sem grandes esperanças. Mas tinha medo da compulsão. De querer ele sempre e sempre e pra sempre. E amanhã e depois. E de dia, e tarde, de madrugada. E não saber digerir tanto amor e tanto amor acabar lhe fazendo mal. Só mais um pouquinho, pensou. Uma lasquinha. Pra dormir feliz. Amanhã era amanhã. Depois ela resolvia (..)

trechos

E ninguém conseguia explicar o que estava acontecendo naquela hora.
Sua respiração no meu ouvido e meu coração nas suas mãos.
Não era pra ser assim, eu precisava me conter.
Mas eu te abracei com todas as forças e sem relutar,porque eu sabia , que na hora de dormir
isso me faria uma falta imensa.




anônimo

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

meu coração

Na terra do coração passei o dia pensando - coração meu, meu coração. Pensei e pensei tanto que deixou de significar uma forma, um órgão, uma coisa. Ficou só com-cor, ação - repetido, invertido - ação, cor - sem sentido - couro, ação e não. Quis vê-lo, escapava. Batia e rebatia, escondido no peito. Então fechei os olhos, viajei. E como quem gira um caleidoscópio, vi:
Meu coração é um sapo rajado, viscoso e cansado, à espera do beijo prometido capaz de transformá-lo em príncipe.
Meu coração é um álbum de retratos tão antigos que suas faces mal se adivinham. Roídas de traça, amareladas de tempo, faces desfeitas, imóveis, cristalizadas em poses rígidas para o fotógrafo invisível. Este apertava os olhos quando sorria. Aquela tinha um jeito peculiar de inclinar a cabeça. Eu viro as folhas, o pó resta nos dedos, o vento sopra.
Meu coração é um mendigo mais faminto da rua mais miserável.Meu coração é um ideograma desenhado a tinta lavável em papel de seda onde caiu uma gota d’água. Olhado assim, de cima, pode ser Wu Wang, a Inocência. Mas tão manchado que talvez seja Ming I, o Obscurecimento da Luz. Ou qualquer um, ou qualquer outro: indecifrável.
Meu coração não tem forma, apenas som. Um noturno de Chopin (será o número 5?) em que Jim Morrison colocou uma letra falando em morte, desejo e desamparo, gravado por uma banda punk. Couro negro, prego e piano.
Meu coração é um bordel gótico em cujos quartos prostituem-se ninfetas decaídas, cafetões sensuais, deusas lésbicas, anões tarados, michês baratos, centauros gays e virgens loucas de todos os sexos.
Meu coração é um traço seco. Vertical, pós-moderno, coloridíssimo de neon, gravado em fundo preto. Puro artifício, definitivo.
Meu coração é um entardecer de verão, numa cidadezinha à beira-mar. A brisa sopra, saiu a primeira estrela. Há moças na janela, rapazes pela praça, tules violetas sobre os montes onde o sol se p6os. A lua cheia brotou do mar. Os apaixonados suspiram. E se apaixonam ainda mais.
Meu coração é um anjo de pedra de asa quebrada.
Meu coração é um bar de uma única mesa, debruçado sobre a qual um único bêbado bebe um único copo de bourbon, contemplado por um único garçom. Ao fundo, Tom Waits geme um único verso arranhado. Rouco, louco.Meu coração é um sorvete colorido de todas as cores, é saboroso de todos os sabores. Quem dele provar, será feliz para sempre.
Meu coração é uma sala inglesa com paredes cobertas por papel de florzinhas miúdas. Lareira acesa, poltronas fundas, macias, quadros com gramados verdes e casas pacíficas cobertas de hera. Sobre a renda branca da toalha de mesa, o chá repousa em porcelana da China. No livro aberto ao lado, alguém sublinhou um verso de Sylvia Plath: "Im too pure for you or anyone". Não há ninguém nessa sala de janelas fechadas.
Meu coração é um filme noir projetado num cinema de quinta categoria. A platéia joga pipoca na tela e vaia a história cheia de clichês.
Meu coração é um deserto nuclear varrido por ventos radiativos.
Meu coração é um cálice de cristal puríssimo transbordante de licor de strega. Flambado, dourado. Pode-se ter visões, anunciações, pressentimentos, ver rostos e paisagens dançando nessa chama azul de ouro.
Meu coração é o laboratório de um cientista louco varrido, criando sem parar Frankensteins monstruosos que sempre acabam destruindo tudo.
Meu coração é uma planta carnívora morta de fome. Meu coração é uma velha carpideira portuguesa, coberta de preto, cantando um fado lento e cheia de gemidos - ai de mim! ai, ai de mim!
Meu coração é um poço de mel, no centro de um jardim encantado, alimentando beija-flores que, depois de prová-lo, transformam-se magicamente em cavalos brancos alados que voam para longe, em direção à estrela Veja. Levam junto quem me ama, me levam junto também.Faquir involuntário, cascata de champanha, púrpura rosa do Cairo, sapato de sola furada, verso de Mário Quintana, vitrina vazia, navalha afiada, figo maduro, papel crepom, cão uivando pra lua, ruína, simulacro, varinha de incenso.
Acesa, aceso - vasto, vivo: meu coração é teu

sábado, 13 de novembro de 2010

grey's anatomy

As pessoas possuem cicatrizes. Em todos os tipos de lugares inesperados. Como mapas secretos de suas historias pessoais. Diagramas de suas velhas feridas. A maioria de nossas feridas podem sarar, deixando nada além de uma cicatriz. Mas algumas não curam. Algumas feridas podemos carregar conosco a todos os lugares, e embora o corte já não esteja mais presente há muito, a dor ainda permanece...
O que é pior, novas feridas que são horrivelmente dolorosas ou velhas feridas que deviam ter sarado anos atrás mas nunca o fizeram? Talvez velhas feridas nos ensinem algo. Elas nos lembram onde estivemos e o que superamos. Nos ensinam lições sobre o que evitar no futuro. É como gostamos de pensar. Mas não é o que acontece, é? Algumas coisas nós apenas temos que aprender de novo, e de novo, e de novo.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

grey's anatomy

Ninguém escolhe ser estranho. A maioria das pessoas não percebe que é até que já é tarde demais pra mudar. Não importa quão esquisito você acabe sendo, a chance é que ainda tenha alguém no mundo pra você. A menos, claro, que esse alguém já tenha seguido em frente. Porque quando é sobre o amor, nem mesmo os esquisitos podem esperar pra sempre.

frase do dia

é possivel que duas pessoas possam se amar, e nao ser suficiente ?

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

imagem

eu nao sou cachorro não

Se meu coração não se emociona mais, fiquei me perguntando o que eu estava fazendo ali.
Se não sonho mais, não planejo mais, não desejo mais, não espero mais nada, o que eu estava fazendo ali?
Não te amo mais, queria dizer a ele, pela primeira vez, sem esperar que ele sofresse com isso. Sempre quis que ele sofresse com o dia em que eu não o amasse mais. Mas justamente porque eu não o amo mais, nem quero mais que ele sofra. Aliás, não quero mais nada. Só ir embora.
Eu só queria ir embora. Então, por que eu simplesmente não ia embora? Por que eu continuava obedecendo os comandos do meu ex-dono, sendo que ele não é mais dono nem do meu dedinho do pé que tem a unha mais curta?
Claro que sobrou um carinho, uma amizade, uma graça. O mesmo que tenho pelo resto da humanidade que julgo digno de alguns minutos do meu tempo. Mas tudo aquilo, meu Deus, tudo aquilo que era maior do que eu mesma, maior do que o mundo, que me soterrava, que me transportava pra outra realidade, que fazia meu corpo inteiro doer tanto de tanto sangue inchado que passava por ele, tudo aquilo, nossa, acabou. Já era. Então, por quê? Porque eu não dizia simplesmente que tinha ido lá rapidinho pra saber como estavam as coisas, coisas que amigos fazem, e vazava? Por que raios eu não ia embora?
Quero namorar esse homem? Não. Quero casar, ter filhos, envelhecer ao lado dele? Não mais. Nunca mais. Quero transar com ele, ainda que daquele jeito errado em que minha solidão procura um abraço e a solidão dele procura uma sacanagem? Não. Nem a pau. Quero reviver uma memória pra me sentir viva, emprestar uma alegria pura do passado? Não, tô fora de continuar sempre no mesmo lugar, me roubando minhas próprias histórias.
Quero lamentar a falta de um beijo inteiro, um abraço de verdade, um carinho sem medo e uma atenção entregue sem nenhum egoísmo? Não. Não quero mais mudar ou fantasiar ninguém. Deixa o mundo ser como é. Deixa ele ser como ele é.
O que eu queria, que era jogar uma conversa fora com uma pessoa que me conhece tão bem e que eu conheço tão bem e essas coisas, eu já tinha conseguido. Matar o tempo, rir da alma. E só. Coisa de no máximo uma hora, ou duas se eu pudesse beber vinho. Eu já podia ir embora. Mas não conseguia. Por quê?
Quando ele finalmente parou de falar e querer coisas como uma criança de cinco anos que ta pouco se lixando se você tem ou não como lhe dar aquelas coisas e se lhe dar aquelas coisas vai ou não complicar sua vida, o silêncio me contou um segredo que há muito tempo eu já desconfiava: a mente é burra.
Minha mente é burra. Quando minha mãe grita, mesmo ela sendo uma senhorinha fofa e eu tendo o dobro do tamanho dela, sinto um medo absurdo, como se eu ainda fosse aquele menininha de maria-chiquinha. É o sininho do Pavlov, que fazia o cachorro babar por comida mesmo que não estivesse mais com fome. A mente é automática, viciada, comandada, acostumada, burra.
Quando entro no avião pra ir pro Rio de Janeiro, mesmo eu tendo quase trinta anos nas costas e milhas de graça pra ir pra Nova Zelândia de tanto que já fui ao Rio, minha mente está congelada na menina de maria-chiquinha, que tinha medo de ficar longe da mãe, ainda que morresse de medo dos gritos dela. E de novo sinto um medo filho da puta.
E é por isso que quando ele, a pessoa que eu mais amei no mundo pois amei sem os bloqueios e sem a amargura que veio depois de tanto amor, me pede pra ficar, eu fico. Se alguma química idiota do meu cérebro obedeceu aquela voz por anos, por que haveria de parar de obedecer agora só porque o resto todo do corpo já não sente mais nada?
Mas ontem, quando finalmente peguei minha bolsa e fui embora e senti um alivio imenso de sair dali, eu combinei com a minha mente que ela não manda mais porra nenhuma. Chega de ser comandada pela parte mais “xucra” e sem alma da minha existência. Chega.
Quem manda aqui é o mesmo peito que me jogou pra fora daquela casa e daquela situação que sempre só me fez tanto mal e só me levou coisas tão bonitas.
Não quero mais as minhas repetições seguras e infelizes. Ainda que encarar um coração vazio seja mais assustador do que mãe brava, cidades estranhas e amores eternos que acabam.

frase do dia

Se antes de você aparecer eu já te amava, eu já te esperava, eu já sabia que você existia, como eu posso não te amar agora que você tem forma, sorriso, coração e nome?

Need You Now - Lady Antebellum

video


Preciso de Você Agora

Memórias perfeitas
Espalhadas por todo o chão
Alcançando o telefone porque eu não consigo lutar mais.
E eu me pergunto se eu já passei pela sua mente
Para mim isso acontece o tempo todo

São uma e quinze, estou completamente só e preciso de você agora.
Disse que eu não viria mas perdi todo o controle e preciso de você agora.
E não sei como sobreviver, só preciso de você agora.
Outra dose de uísque, não consigo parar de olhar para a porta.
Desejando que você entrasse arrebentando da maneira que fazia antes.
E eu me pergunto se eu já passei pela sua mente.
Para mim isso acontece o tempo todo.

São uma e quinze , estou meio embriagado
E eu preciso de você agora.
Disse que não ia ligar mas perdi todo o controle e preciso de você agora.
E não sei como sobreviver, eu só preciso de você agora.

Sim, eu prefiro me magoar do que não sentir nada.
São uma e quinze ,estou completamente só e preciso de você agora.
Eu disse que não ligaria mas estou meio embriagado e preciso de você agora.
E não sei como sobreviver, eu só preciso de você agora.
Eu só preciso de você agora.
Oh, amor, eu preciso de você agora.

trecho

(..) Por que não deu certo?
Por que não dou sorte?
Por que não sou forte o bastante pra nós dois?
...É só o fim,já foi o que mais importava (...)


Cinthia Verry

prece

Tudo que eu desejo é que a gente aprenda a descomplicar as coisas, que tenha sabedoria o bastante pra não confundir irresponsabilidade com medo ou covardia. E que a gente consiga viver no hoje, sem amor a prazo, sem precisar se conformar com o futuro porque existe o presente.
Que a paixão se transforme em qualquer coisa que pareça com paz, mas não com cansaço. Que a gente não faça planos e ainda assim consiga realizar cada um dos sonhos não planejados. Que nós tenhamos a nossa casa e que ela não seja luxuosa, apenas aconchegante, porque luxo acomoda e aconchego dá força para mais um dia. E que também tenhamos filhos, porque todo homem quer um filho da mulher que ama e toda mulher deseja, mesmo que em segredo ser mãe.
Que a gente pare com essa mania infantil de dar um passo no caminho certo e dez rumo a um caminho que não é nosso, e que comece a andar pra frente sem questionar o que ficou pra trás. Que ele seja pra mim tudo o que tem sido até hoje para sempre e que eu jamais me permita ter dúvidas porque amor mesmo é feito de certeza. Que nada nos falte, mas que também não sobre, todo excesso faz mal e toda falta se transforma em vazio.
Que ele não me permita esquecer em nenhum momento o motivo de estarmos juntos e que eu jamais o deixe pensar que foi em vão. Que a paciência seja exercida diariamente por mim e também por você pra que a gente nunca profira ofensas e nem deixe a raiva falar mais alto que o carinho e o respeito. Que a indecisão não faça parte dos nossos dias e que o medo não nos atormente nem em pesadelos.
Que a gente tenha tudo o que precisa pra ser feliz, mas que saiba ser feliz com bem pouco. Que a gente se transforme em uma energia, força ou qualquer coisa bem leve e que todo esse amor seja enfim compensado.


Amém!

- Amanda Telle , retirado do blog, descompasso DELAS *-*

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Marry Me - Train

video


Marry Me - Train
Forever can never be long enough for me
Feel like I've had long enough with you
Forget the world now we won't let them see
But there's one thing left to do

Now that the weight has lifted
Love has surely shifted my way
Marry Me
Today and every day
Marry Me
If I ever get the nerve to say
Hello in this cafe
Say you will
Mm-hmm
Say you will
Mm-hmm

Together can never be close enough for me
Feel like I am close enough to you
You wear white and I'll wear out the words I love
And you're beautiful
Now that the wait is over
And love and has finally shown her my way
Marry me
Today and every day
Marry me
If I ever get the nerve to say hello in this cafe
Say you will
Mm-hmm
Say you will
Mm-hmm

Promise me
You'll always be
Happy by my side
I promise to
Sing to you
When all the music dies

And marry me
Today and everyday
Marry me
If I ever get the nerve to say hello in this cafe
Say you will
Mm-hmm
Say you will
Marry me
Mm-hmm

Case comigo

Para sempre nunca será tempo o suficiente para mim
Sinto que já tive tempo suficiente com você
Esqueça o mundo agora não vamos deixá-los ver
Mas há uma coisa a fazer

Agora que o peso se ergueu
O amor certamente mudou meu caminho
Case comigo
Hoje e todos os dias
Case comigo
Se eu nunca tiver a coragem de dizer
Olá neste café
Diga que você vai
Hã-hã
Diga que você vai
Hã-hã

Juntos, nunca estaremos perto o bastante para mim
Sinto que estou bem perto de você
Você usa branco e vou usar as palavras eu te amo
E você é linda
Agora que a espera acabou
E finalmente o amor mostrou-lhe o meu jeito
Case comigo
Hoje e todos os dias
Case comigo
Se eu um dia tiver coragem de dizer Olá neste café
Diga que você vai
Hã-hã
Diga que você vai
Hã-hã

Prometa-me
Você sempre será
Feliz ao meu lado
Eu prometo
Cantar para você
Quando todas as músicas morrerem

E case comigo
Hoje e todos os dias
Case comigo
Se eu um dia tiver coragem de dizer Olá neste café
Diga que você vai
Hã-hã
Diga que você vai
Casar comigo
Hã-hã