sexta-feira, 30 de abril de 2010

já deu .

Envio esta carta porque nunca mais quero você na minha frente. E dessa vez falo sério. Nunca mais quero ouvir a sua voz, mesmo que seja se derramando em desculpas. Nunca mais quero ver a sua cara, nem que seja se debulhando em lágrimas arrependidas. Quero que você suma do meu contato, igual a um vírus ao qual já estou imune.
A verdade é que me enchi. De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia, o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame.
Fico pensando como chegamos a esse ponto. Como nos permitimos deixar nosso amor acabar nesse estado, vendido e desconfiado. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser. Não quero mais nada que exista no mundo por sua interferência. Não quero mais rastros de você no meu banheiro.
Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar? O tédio a dois - essa é a minha parte no negócio? Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando. Mas antes faço questão de te dizer três coisas.
Primeira: você não é tão interessante quanto pensa. Não mesmo. Tive bem mais decepções do que surpresas durante o tempo em que estivemos juntos.
Segunda: não vou sentir falta do teu corpo. Já tive melhores, posso ter novamente, provavelmente terei. Possivelmente ainda esta semana.
Terceira: fiquei com um certo nojo de você. Não sei por quê, mas sua lembrança, hoje, me dá asco. Quando eu quiser dar uma emagrecida, vou voltar a pensar em você por uns dias.
Bom, era isso. Espero que esta carta consiga levantar você do estado deplorável em que se encontra. Mentira. Não espero nenhum efeito desta carta, em você, porque, aí, veria-me torcendo pela sua morte. Por remorso. E como já disse, e repito, para deixar o mais claro possível, nunca mais quero saber de você.
Se, agora, isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes.




fernanda young

aprenda .

Ela sabe que vai se machucar, ferir, doer, chorar, mas não consegue se manter distante, não consegue parar de querer aquela companhia, aqueles beijos. Sente que o tempo vai se esgotando, ela sente o peito pequeno. Dói tanto, mas continua, cegamente, como se estivesse indo de guarda-chuva numa ventania, com os olhos fechados, cabelo ao vento, coração cortado. -



Camila Meneghetti.

tarde demais .


Então ele veio me falar em saudade, e usou os superlativos que eu usava. Veio falar em saudade para mim que o esperei tanto enquanto ele se fechava em círculo como uma serpente que engoliu o próprio rabo; enquanto tecia em torno de si uma teia com fios de aço. Para esquecê-lo tive que parar de falar em víceras, em hormônios safados, em faíscas nos olhos, em estrelas no céu da boca. Tive que silenciar até o oco do sentimento, da expectativa. E ele veio, depois de tanto tempo, me falar em saudade... Não que tivesse sido fria a nossa história: ardia como bola de fogo, mas devastava nossas florestas internas, enquanto eu sonhava com águas litorâneas e uterinas. Por diversos dias eu quis tê-lo e não o tive ..
..hoje eu quero da vida exatamente o que ela tem me dado: mesmo que isso inclua saudade e ausência !


Marla de Queiroz



bom, se eu repetir titulos, desculpem, meu português nao é rico, HSUAHSUAUSHUAHSUHA, nao tenho criatividade, e a marioria dos textos que eu acho, são sem titulo, entao eu improviso qualquer coisa , rs!


loobalela

dar é bom !


Dar é bom. Na hora. Durante um mês. Para as mais desavisadas, talvez por anos. Mas dar é dar demais e ficar vazia. Dar é não ganhar. É não ganhar um "eu te amo" baixinho, perdido no meio do escuro. É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir. É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar: "Que cê acha, amor?". Dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito. Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor, esse sim é o maior tesão. Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar o suficiente pra nem perceber as catarradas na rua .



tati bernardi

(...)


Nada muda de repente. Mesmo quando não queremos que mudança alguma ocorra, ela é prevista, anunciada e só pega de surpresa quem finge não a enxergar. Eu já sabia que isso tudo ia acontecer. Não pense que tenho poderes, sou vidente ou algo assim, tenho apenas um coração que não se cansa de bater, acreditar, sentir. Um coração que morre de amores, assim como também vive deles. Você disse que ia embora e prontamente levantei e abri a porta. Com meu coração machucado, confesso, mas abri e optei por não vê-lo partir. Não sabia se teria vontade de lhe pedir para ficar um pouco mais. Preferi não arriscar. Eu que antes tinha tanto medo de lhe perder me senti aliviada com a sua despedida. Nenhum de nós dois sabe disfarçar, você sabe bem. Há tempos meu sorriso saía torto quando você dizia que ia chegar numa hora e chegava noutra, ou pedia para que eu o esperasse só mais um pouquinho que muitas vezes transformou-se em ‘ão’. Há tempos eu torcia para que você não aparecesse já que tinha medo que você não me tratasse como antes, como eu mereço, como você nunca deveria ter deixado de me tratar. O que inevitavelmente acontecia e acabava com qualquer ilusão que eu criava e recriava sobre nós em minha mente. Você mudou, eu também e assim nosso amor foi aos poucos se transformando. Conversas viraram brigas; carinhos, a falta deles; beijos, expressões tristes; piadas, lágrimas. Até que o nosso ‘pra sempre’ tornou-se ‘nunca mais’. Não penso em como seria se tivéssemos agido diferente e você ainda estivesse aqui comigo. Você estava tão frio que eu provavelmente congelaria, tão distante que estou certa de que me sentiria mais sozinha ao seu lado do que estou agora neste quarto vazio. Não foi uma escolha. Mas penso em você. Penso que neste momento alguma menina pode estar rindo das brincadeiras que antes eram apenas minhas, deliciando-se com os beijos e com o amor que eu me acostumei tanto a ter só para mim. Penso em você e não penso. Melhor parar com as lembranças enquanto elas ainda podem me fazer sorrir. Tudo muda por alguma razão e, embora eu não saiba o porquê disso que estamos vivendo, não deixo de acreditar que tudo vai ficar bem melhor para nós dois .


Márcia Duarte

tchau .

Ele é cheio de garotas, pela primeira vez na vida sorri ao pensar isso. Tá certo, ele é bonitão, rico, engraçado e safado. Que mulher não se apaixona por ele? Eu. Eu não me apaixono mais por ele. O que significa que agora podemos nos relacionar. O que significa que agora, posso ficar tranquilamente ao lado dele sem odiar meu cabelo, minha bunda e minha loucura. E posso vê-lo literalmente duas vezes ao ano, sem achar que duas vezes na semana são duas vezes ao ano. E posso vê-lo ir embora, sem me desmanchar ou querer abraçar meu porteiro e chorar. Consigo até dar tchauzinho do portão. Tchau, vou comer um pedaço de torta de nozes e assoviar. Tchau, querido mais um ser humano do planeta!

eu tenho quase certeza que é da tati bernardi, mais onde eu peguei tava sem o autor :X

frase *-*

E por ter te amado muito, eu sempre perdoei tudo que você fez pra perder o meu amor. E olha que você fez de tudo, pra que eu te odiasse (...)

quarta-feira, 28 de abril de 2010

desperdício .

O pior disso tudo é o desperdício de corações, de sensações, e mais do que tudo de amor. Queria escrever um texto que mostrasse tudo que eu quero dizer, mas sei lá eu não consigo. Eu sei que mais cedo ou mais tarde você vai sentir essa saudade que eu estou sentindo. Eu olho pra milhares de pessoas, e sinto falta só de você. Me pergunto aonde você está, saio por ai querendo te encontrar. Sinto saudades de tudo aquilo, dos carinhos, do seu jeito, e até mesmo da sua cara de sono e das nossas faltas de assuntos. Antes de dormir, ligo o rádio, e milhares de musicas começam a tocar. Involuntário, mas só lembro de você. Te sinto por perto. Me lembro de tudo, e sinto saudade. Sinto falta dos seus abraços, e parece que nenhum outro menino vai me fazer sentir tão feliz. Começo a lembrar pouco a pouco de tudo que vivemos, do nosso primeiro encontro, dos nossos beijos e abraços. Fico rindo atoa lembrando do seu sorriso e daquele riso forçado que você deu só pra salvar o assunto, mas... o sorriso mais lindo. Sempre me dá vontade de te ligar, de te mandar mensagem, de falar com você no msn. Mas, nisso tudo eu penso: "Será que você tem saudade? Será que você tá em outra?" É o que eu sinto. E desse jeito agente nunca vai se acertar. Vamos nos ver, um com saudade do outro, e não poder estar juntos. Em milhares de pessoas, milhares de meninos interessantes, eu procuro somente uma coisa neles: VOCÊ. Nenhum igual, nenhum consegue me fazer tão bem. Nossa quimica era perfeita, você não se lembra?


Belinna ,


boom o perfil dela pra quem quiser, tá no post anterior, quando eu li o texto, achei muito lindo, e decidi postar . SHAUSUAHSUAUSHUAHS .

um dia voce vai estar soziho .


Um dia você vai estar sozinho, vai fechar os olhos e tudo estará negro. Os números da sua agenda passarão claramente na sua frente e você não terá nenhum para discar. Sua boca vai tentar chamar alguém, mas não há alguém solidário o bastante para sair correndo e te dar um abraço, nem te colocar no colo ou acariciar seus cabelos até que o mundo pare de girar. Nessa fração de segundos, quando seus pés se perderem do chão,você vai lembrar-se da minha ternura e do meu sorriso infantil. Virão súbitas memórias gostosas dos meus abraços e beijos, da minha preocupação com você e só vão ter algumas músicas repetindo no seu rádio: as nossas. Em um novo momento você vai sentir um aperto no peito, uma pausa na respiração e vai torcer bem forte para ter o nosso mundinho delicioso de novo, a nome disso é saudade, aquilo que eu tinha tanto e te falava sempre. E quando você finalmente discar meu número, ele estará ocupado demais, ou nem será mais o mesmo, ou até eu nem queria mais te atender. E se você bater na minha porta ela estará muito trancada, se aberta, mostrará uma casa vazia. Seus olhos te ensinarão o que é lágrimas, aquelas que eu te disse que ardiam tanto. O nome do enjôo que você vai sentir é arrependimento, e a falta de fome que virá chama-se tristeza. Então quando os dias passarem e eu não te ligar, quando nada de bom te acontecer e ninguém ter olhar com meus olhas encantados... Você encontrará a famosa solidão. A partir daí o que acontecerá,chama-se surpresa. E provavelmente o remédio para todas essas sensações acima (...)
(...) seja o tal do tempo em que você tanto falava .

eu achei no perfil da Belinna , nao sei se é dela, mais eu ameeeeei, lindp pra caramba ! *---------*

terça-feira, 27 de abril de 2010

frase .

os amores de verão terminam por varias razoes, mas no fundo todos tem uma coisa em comum, são estrelas cadentes, um momento espetacular de luz no céu, um deslumbre passageiro da eternidade e num segundo, desaparecem .

diário de uma paixão

segunda-feira, 26 de abril de 2010

nao vou dizer .

Não vou dizer, que preciso de você, porque infelizmente, não posso precisar. Não vou dizer que gosto de você, porque você não merece meu amor. Não vou dizer que não sofri, porque ao contrário de você, não tenho medo de ser feliz. Não vou dizer que o mundo é cruel, porque eu tenho certeza que para você ele será pior. Não vou dizer que achei normal, porque para mim sinceridade é fundamental. Não vou dizer que não chorei, embora você não mereça. Não vou dizer que sinto saudade, sentir saudade do que nunca foi meu, de fato, seria patético. Não vou dizer que te odeio, mas com você minha consideração não existe mais. Não vou dizer que não estou triste, mas a decepção é ainda maior. Não vou dizer que é fácil escrever isso, mas te esquecer é mais difícil. Não vou dizer mais nada, quem não merece minha consideração nunca merecerá meus sentimentos e tampouco minhas palavras .



nao sei quem escreveu, mais a muuito tempo já eu tinha lido, e se eu nao me engano tava no meu perfil, por conta de uma ( das muitas ) desilusões amorosas HSUHSUAHUSHUAHS, ai hoje, eu leendo a PAV achei, e decidi postar *-*


lobalela, beeijos

clichê .

sabe o que faz voce amar tanto ele ? ele nao ama voce, na verdade ele nao dá a minina pra voce, e quando pode -ou nao- faz voce sofrer, só isso, ele nao tem nada de especial, o cheiro dele, acredite ou não, é o que qualquer cara com o perfume igual vai ter, o jeito de dar risada, voce pode nao acreditar, mais existe muitos parecidos,e se não, muito sorrisos mais interessantes.
e por fim eu entendo que voce ama ele, que voce acredita que é uma força maior, que qualquer sinal, significa que voce nao deve esquece-lo, voce olha para o relogio e são 01:01 , e voce acredita que ele tá pensando em voce, porque o primeiro numero que voce encontrou na sua frente é exatamente o numero da letra do nome dele, e voce nao se dá conta, que procurou aquele numero, que ignorou todos os outros na sua frente, porque voce conhece exatamente o desenho do numero, ai voce tá andando e alguém vem e fala alguma coisa dele, como se voce ainda se importase e tivesse alguma coisa a ver com isso,e voce tem certeza que é porque as pessoas acreditam em voces, mesmo sabendo que elas nao dão a minima, e te acham burra por gostar dele, e aquele era o unico assunto pra se comentar, voce estar lá era apenas uma mera coincidência, é engraçado como voce parece louca remando contra a maré pra ressuscitar , ou fazer nascer um amor que, definitivamente, nao vai nascer .. e então voce tenta se enganar, porque isso é mais confortavel que aceitar que ele nao te ama , talvez nunca tenha amado, que ele nao é mesmo aquilo que voce imaginava, e que mais dolorido ainda, ele ama outra pessoa, que obviamente nao ama ele com a força que ele ama, porque ama outro, e esse é o ciclo, voce sempre vai ter uma queda a mais por quem te faz sofrer, por quem voce nao pode ter, porque esse é o lance, a conquista, a perda .. todo mundo tem esse lado meio masoquista, todo mundo ama emoção, que infelizmente as histórinhas felizes e chatas nao dão. todo mundo ama a emoção de se senir real e unico no mundo, porque seu amor é maior que qualquer coisa, maior que qualquer outro sentimento que exista, e sua dor, é a maior e mais dolorida.
a verdade é que quando ele talvez tenha amado, voce nao correspondeu a altura, a verdade, é que quando alguém nos ama, a gente nao dá valor, porque a gente só sabe o valor quando perde, suuper clichê, mas pura verdade, tá vendo, em alguma hora ele amou, e voce fez quase o mesmo que ele, só que como ele nao amou tanto, o estrago foi pequeno, na verdade, voce pelo menos tinha o medo e sabia que perder nao era o que voce queria, entao só deixou os animos acalmarem, ele amar menos e menos,e voce amar mais, muito mais, e sempre vai ser assim, até voce cansar de sofrer, e decidia que é mais facil e comodo viver histórinhas felizes e chatas !


' talvez a gente goste da dor. Porque sem ela, talvez, a gente não se sentisse real '

tati bernardi .

Por que raios a gente tem de romantizar qualquer demonstração de carinho de um homem se na maioria dos casos eles só querem nos comer?
E por que ficamos tão putas se eles apenas nos comem e caem fora?
Quem disse que eles são obrigados a nos amar eternamente só porque conheceram de perto a nossa beleza interior? E, finalmente: que mal há em sermos gostosas e os homens quererem nos comer?
Por que isso parece ofensivo? Por que nos sentimos usadas se ambos estão lá de livre e espontânea vontade?

tati bernardi

domingo, 25 de abril de 2010

uma mulher nao perdoa .

(…) Uma mulher não perdoa uma única coisa no homem: que ele não ame com coragem. Pode ter os maiores defeitos, atrasar-se para os compromissos, jogar futebol no sábado com os amigos, soltar gargalhada de hiena, pentear-se com franjinha, ter pêlos nas costas e no pescoço, usar palito de dente, trocar os talheres de um momento para outro. Qualquer coisa é admitida, menos que não ame com coragem.
Amar com coragem não é viver com coragem. É bem mais do que estar aí. Amar com coragem não é questão de estilo, de gosto, de opinião. Não se adquire com a família, surge de uma decisão solitária. Amar com coragem é caráter. Vem de uma obstinação que supera a lealdade. Vem de uma incompetência de ser diferente. Amar para valer, para dar torcicolo. Não encontrar uma desculpa ou um pretexto para se adaptar, para fugir, para não nadar até o começo do corpo. Não usar atenuantes como “estou confuso”. Não se diminuir com a insegurança, mas se aumentar com a insegurança. Não se retrair perante os pais. Não desmarcar um amor pela amizade. Não esquecer de comentar pelo receio de ser incompreendido. Não esquecer de repetir pela ânsia da claridade. Amar como se não houvesse tempo de amar. Amar esquisito, de lado, ainda amar. Amar atrasado, com a respiração antecipando o beijo. Amar com fúria, com o recalque de não ter sido assim antes. Amar decidido, obcecado, como quem troca de identidade e parte a um longo exílio. Amar como quem volta de um longo exílio. Amar com coragem, só isso .


Fabrício Carpinejar

grey's anatomy .

No fim das contas, tem algumas coisas que você apenas não consegue não falar. Algumas coisas nós não queremos ouvir, e outras coisas que falamos por não conseguirmos mais nos silenciar. Algumas coisas são mais do que você diz, elas são o que você faz. Algumas coisas você diz porque não tem outra escolha. Algumas coisas você guarda só pra si. E, não muito frequentemente, mas de vez em quando, algumas coisas simplesmente falam por elas mesmas .

Julieta é uma idiota, pra começar,ela se apaixona pelo cara errado, que ela nao pode ter,então ela culpa o destino pela sua própria decisão errada.O amor assim como a vida é uma questão de tomar decisões.E o destino não tem nada haver com isso.Todos acham que é tão romântico, Romeu e Julieta,amor verdadeiro,que triste.Se julieta foi burra o suficiente pra se apaixonar pelo inimigo,beber uma garrafa de veneno e ir dormir num mausoléu,ela mereceu o que teve!Talvez Romeu e Julieta estavam marcados pra ficarem juntos,mais só por um tempo então o tempo deles passou.Se eles pudessem saber antes, talvez tudo ficaria bem.Se quando você crescer, e tiver o destino em suas mãos não deixar nenhum cara te arrastar pra baixo, você será sortuda por ter esse tipo de paixão por alguém, se vc tiver ficaram felizes juntos pra sempre.O amor é uma questão de escolhas,é questão de tirar o próprio veneno e a adaga e fazer o próprio final feliz ,na maioria das vezes.Mesmo assim as vezes o destino sempre vence .

Não importa quanto tentemos ignorar ou negar, eventualmente as mentiras caem por terra, querendo ou não. Mas essa é a verdade sobre a verdade: ela machuca. Então nós mentimos

booom, como o prometido, mais frases e textos de greys anatomy, vou continuar postando semanalmente os que eu mais goosto *-*-*

beijos, lobalela

momentos .


Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraçá-la. Sonhe com aquilo que você quiser. Vá para onde você queira ir. Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos. Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz. As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos. A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que se machucam. Para aqueles que buscam e tentam sempre. E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas. O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido. Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado. A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar, duram um a eternidade. A vida não é de se brincar porque em pleno dia se morre .



clarice lispector

sexta-feira, 23 de abril de 2010

cansei de amar voce ,

Desisto de você. E de todas as coisas horríveis que falei hoje, essa é a pior. De hoje em diante, você não fará mais diferença minha vida. Não vou mais ficar que nem louca querendo saber se você está bem, onde está ou com quem está. Cansei de me preocupar com você. Vou ignorar todas as promessas e tentativas de voltar atrás. Eu não preciso mais de você. Não preciso mais dos seus pediso de desculpa. Muito menos dos "eu te amo", "você é a minha vida", "quando eu digo que um dia vamos nos casar, cê num acredita..". Cansei desse seu amor que parecia infinito mas acabou tão rápido. Sei que isso não importa, mas sinto sua falta. É, sinto mesmo. Não me sinto fraca por isso. Aliás, nunca escondi que te amo. Você é errado, mas eu te amo. E se quer saber, todas as noites vou me deitar com você no pensamento. Mas, eu cansei. Cansei de não sentir mais atração por nenhum outro garoto depois que você apareceu na minha vida. Estou muito ligada a você, mesmo não querendo. E o que mais dificulta, é que em todos lugares tem algo que me lembra você. Depois de tudo que aconteceu entre a gente, parece que o resto do mundo passou a usar o mesmo perfume que você (o que me causa muitos arrepios ainda). Eu queria só entender porque te amo. Cansei de você ser tão errado e ao mesmo tempo tão certo e perfeito pra mim. Mas hoje, eu não quero mais isso. Eu quero me desprender de tudo que venha de você. Cansei de sofrer por você. Cansei de tentar ser perfeita pra você. Cansei de fazer suas vontades. Cansei de deixar de sair com amigas por sua causa. Cansei de esperar o telefone tocar com esperança de ser você. Cansei de você e do mundo. Cansei desse sentimento idiota que não serve de porra nenhuma (na verdade serve, pra causar ilusão e logo depois disso, sofrimento).



Belíne E .

Beline
nossa, gente eu AMEEEEEEEEEI o texto, nossa demais mesmo, sem palavras ! *-*-*-*-*

o mau elemento

Eu olho pra sua tatuagem e pro tamanho do seu braço e pros calos da sua mão e acho que vai dar tudo certo. Me encho de esperança e nada. Vem você e me trata tão bem. Estraga tudo.
Mania de ser bom moço, coisa chata.
Eu nunca mais quero ouvir que você só tem olhos pra mim, ok? E nem o quanto você é bom filho. Muito menos o quanto você ama crianças. E trate de parar com essa mania horrível de largar seus amigos quando eu ligo. Colabora, pô. Tá tão fácil me ganhar, basta fazer tudo pra me perder.
E lá vem ele dizer que meu cabelo sujo tem cheiro bom. E que já que eu não liguei e não atendi, ele foi dormir. E que segurar minha mão já basta. E que ele quer conhecer minha mãe. E que viajar sem mim é um final de semana nulo. E que tudo bem se eu só quiser ficar lendo e não abrir a boca.
Com tanto potencial pra acabar com a minha vida, sabe o que ele quer? Me fazer feliz. Olha que desgraça. O moço quer me fazer feliz. E acabar com a maravilhosa sensação de ser miserável. E tirar de mim a única coisa que sei fazer direito nessa vida que é sofrer. Anos de aprimoramento e ele quer mudar todo o esquema. O moço quer me fazer feliz. Veja se pode.
E aí passa a maior gostosa na rua e ele lá, idolatrando meu nariz. E aí o celular dele toca e ele, putz, perdeu a ligação porque demorou trinta mil horas pra desvencilhar os dedos do meu cabelo. Com tanto potencial pra me dar uns tapas, o moço adora me fazer carinho com a ponta dos dedos.
Não dá, assim não dá. Deveria ter cadeia pra esse tipo de elemento daninho. Pior é que vicia. Não é que acordei me achando hoje? Agora neguinho me trata mal e eu não deixo. Agora neguinho quer me judiar e eu mando pastar. Dei de achar que mereço ser amada. Veja se pode. Trinta anos servindo de capacho, feliz da vida, e aí chega um desavisado com a coxa mais incrível do país e muda tudo. Até assoviando eu tô agora. Que desgraça.
Ontem quase, quase, quase ele me tratou mal. Foi por muito pouco. Eu senti que a coisa tava vindo. Cruzei os dedos. Cheguei a implorar ao acaso. Vai, meu filho. Só um pouquinho. Me xinga, vai. Me dá uma apertada mais forte no braço. Fala de outra mulher. Atende algum amigo retardado bem na hora que eu tava falando dos meus medos. Manda eu calar a boca. Sei lá. Faz alguma coisa homem!
E era piada. Era piadinha. Ele fez que tava bravo. E acabou. Já veio com o papo chato de que me ama e começou a melação de novo. Eita homem pra me beijar. Coisa chata.
Minha mãe deveria me prender em casa, me proteger, sei lá. Onde já se viu andar com um homem desses. O homem me busca todas as vezes, me espera na porta, abre a porta do carro. Isso quando não me suspende no ar e fala 456 elogios em menos de cinco segundos. Pra piorar, ele ainda tem o pior dos defeitos da humanidade: ele esqueceu a ex namorada. Depois de trinta anos me relacionando só com homens obcecados por amores antigos, agora me aparece um obcecado por mim que nem lembra direito o nome da ex. Fala se tão de sacanagem comigo ou não? Como é que eu vou sofrer numa situação dessas? Como? Me diz?
Durmo que é uma maravilha. A pele está incrível. A fome voltou. A vida tá de uma chatice ímpar. Alguém pode, por favor, me ajudar? Existe terapia pra tentar ser infeliz? Outro dia até me belisquei pra sofrer um pouquinho. Mas o desgraçado correu pra assoprar e dar beijinho .



tati bernardi





'deeepois mulher NÃO gosta de sofrer , HSUAHSUAHUSHAUHSUAHSUHAUS '


beeijos, lobalela

quinta-feira, 22 de abril de 2010

nao deixe de acreditar no amor .

' Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá, manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam, e certifique-se de que quando estão juntos aquele abraço vale mais que qualquer palavra.'


Luiz Fernando Veríssimo

o resto das coisas

O resto das coisas, eu me digo baixinho, você ainda tem todo o resto das coisas.
Para não enlouquecer sem você, eu me agarro àquela lembrança desfocada e amarelada de que existe vida lá fora, e me pego tentando lembrar, com um esforço que quase me faz esquecer você por alguns segundos, o que seriam mesmo essas coisas.
O que sobra quando você sai é um dia claro que me pede para dar um passo, apenas um passo. Mas eu fico dura que nem pedra para não desmontar e me espalhar pelo mundo.
Não quero sujar nosso amor com a minha mania de amar despedaçada e esfarelada.
Eu endureço e esqueço o resto das coisas, porque quero ficar toda inteira pra quando você me quiser de volta.
Tenho medo do vento que passa arrancando partes de mim e das pessoas que me envenenam, matando partes de mim. Não quero ouvir ninguém, não quero saber de nada, não quero sentir nada. Quero esperar você voltar reta e dura como uma estátua, porque tenho medo de me espalhar pelo mundo e nunca mais ser sua.
Imagine se, por causa daquele longo adeus que eu dei e que nunca mais acabou, porque o adeus definitivo dói demais, você volta e me encontra sem as mãos? Imagine se você me encontra sem joelhos porque resolvi contar a Deus o quanto ainda confundo amor com escravidão?
Imagine só você me encontrar sem fígado, porque você mesmo o deixou naquele pote estranho em cima do móvel da cozinha enquanto me contava coisas que eu não queria saber?
Não posso ser uma mulher incompleta, tem tanto amor dentro de mim que, mesmo eu sendo inteira, quase já não cabe. Mas se eu der um passo, um passo apenas, eu vou deixar um rastro do que eu fui pra você e você vai querer voltar pra casa como um cachorrinho fiel, mas não vai mais ter casa.
Então eu cerro os olhos, trinco os dentes, fecho os punhos, engulo o ventre e espero você chegar, porque só você me vira do avesso sem perder nenhum grão de mim.
O resto das coisas do mundo quer sempre fazer trocas, o resto me dá vida, mas quer sempre meus pedaços.
E eu acho uma traição sair por aí dando pedaços do meu pulmão para ares mais leves, pedaços do meu coração para risos mais despretenciosos, pedaços do meu umbigo para momentos de altruísmo.
A vida fica surda sem você, porque o volume do mundo abaixa para ouvir meu grito interno. O mundo fica passando como um filme Super Oito na parede, as pessoas estão felizes demais, mas parece que faz tempo demais e sentido nenhum. Sem você sinto essa felicidade sem som, como se, por maior que fosse um sentimento, ele já nascesse com defeito.
Eu sei que as ruas vão continuar com seus lixos, seus cinzas e suas possibilidades de destino. Eu sei que a poeira vai continuar dançando em volta do meu lustre enquanto eu tento me concentrar em duas ou três frases de um livro qualquer.
Eu sei que eu posso muitas coisas sem você, e eu sei que, se eu tomar um banho quente e comprar uma roupa nova, talvez eu possa querer uma coisa que seja, só uma, sem você.
Nada muda no mundo quando você não caminha ao meu lado, as pessoas quase não percebem que falta metade do meu corpo e que eu não posso ser muito simpática porque toda a minha energia está concentrada para eu não tombar.
Os cachorros cheiram outros mijos, as pessoas estranhas fazem exercícios apertando as mãos levantadas para cima, alguns homens de terno insistem em usar óculos de surfistas como se fossem o super-homem que deixa aparecer um pedaço do S no peito.
Ninguém deixa de espreguiçar só porque você não está aqui, ninguém deixa de molhar a torrada no café e de falar com voz idiota enquanto boceja.
E eu odeio o mundo por isso, eu acho o mundo muito medíocre, eu tenho pena de todas essas pessoas que não sabem o que é encaixar o rosto no vão das suas costas e querer ser embalsamado ali por mil anos.
Amor de verdade não acaba, é o que dizem, mas eu tenho medo. Eu tenho medo de quantos mijos, bocejos, cinzas e óculos de surfistas eu ainda vou ver sem você, eu tenho medo dos meus pedaços espalhados pelo mundo, eu tenho medo do vento passar enquanto eu estou míope, e eu ficar míope pra sempre.
Eu tenho medo de tudo isso apagar e o vento levar suas cinzas, desse fogo todo ser de palha, como dizem. Da dor que se dissipa a cada respirada mais funda e cheia de coragem de ser só.
Eu tenho medo da força absurda que eu sinto sem você, de como eu tenho muito mais certeza de mim sem você, de como eu posso ser até mais feliz sem você. Pra não pensar na falta, eu me encho de coisas por aí. Me encho de amigos, bares, charmes, possibilidades, livros, músicas, descobertas solitárias e momentos introspectivos andando ao Sol.
E todo esse resto de coisas deixa ao pouco de ser resto, e passa a ser minha vida, e passa a enterrar você de grão em grão, sujando seus dentes e olhos e nada eu posso com a pá que está na minha mão.
O vento está mais forte do que o vidro que eu fiz com os meus próprios grãos para me guardar para você. Ele está esmurrando a porta, escapando pelas frestas e eu gosto da brisa fina na minha testa aliviando o meu tormento.
Eu já quase quero ser varrida por ele, como se sentir tudo isso fosse uma sujeira. Eu já quase quero ficar surda com o zumbido do vento, e calar a boca do desgraçado que mora na minha cabeça.
Mas lembrar de você ainda tem o poder de congelar a natureza, de estancar a fresta aberta, de me fazer preferir o demônio quente na testa. Lembrar de você e de como é bom percorrer cada detalhe de tudo o que é seu ainda é melhor do que ser só minha ou me dissipar por aí, para sentir a leveza de querer um pouco de tudo e não muito de uma coisa só. O resto das coisas continua encapado por um plástico vagabundo, pedindo que eu espere mais um pouco para rasgar tudo e voltar. Minha vida ficou velha quando te conheci e todo o esforço que eu faço para não morrer a cada segundo longe de você, é a lembrança de um velho caminhão de mudanças cheio de quinquilharias, sem rumo e perdido

tati bernardi

quarta-feira, 21 de abril de 2010

eu e ele .

Pode ser o melhor da vida delas e não querer nada sério. Faz elas acreditarem que você vai mudar, que você vai deixar de querer todas e nenhuma. Promete pra cada uma delas que vai beber menos e abraçar mais.
Mas vem me contar depois. Deixa eu te explicar que elas sofrem por serem mulheres e que um dia você vai achar uma que não seja tão superficial. Deixa eu te jogar mil indiretas enquanto te aconselho sobre as outras.
Enquanto isso, eu sou a que não é tão superficial, mas mora longe demais pra mudar sua vida. Enquanto isso eu te espero porque sei que você vai chegar. Eu nunca pedi mais que isso, na verdade eu nunca pedi nada. Eu só me fiz presente e fiz falta pra deixar você existir melhor que qualquer um .

Verônica H.

caara, quando eu li esse eu lembrei de uma amiga minha , a Láis Garcez e postei em homenagem a ela, um beijo pra voce Lá *-*
HSAUHSUAHUSHAUHSUAUSHAHUHS

beeeijos, lolabela

a foto .


Fico vagando pelo mundo vazio da internet, e de repente ...pá! Está lá, aquela foto maravilhosa do pôr-do-sol na praia, onde um casal se beija apaixonandamente, alheio à quase tudo que não fosse o corpo da pessoa amada, as mãos, o toque cada centimetro de vibração. É mais do que amor, é uma sintonia universal, onde nao parecem existir dois. Onde voce nao enxerga ele, ou ela. Você só pode enxergar os dois. Juntos. E assim são. E de quebra vem a legenda em baixo , " a gente "quase" nao combina" ou entao "ele aquece mais do que o sol". E o sol, a luz que vem deles me faz ter esperanças, quase acreditar que esse amor existe.Essa leveza toda, essa sintonia, despreendimento do todo, essa dança continua que é amar. Eu quis tanto conhecer esse amor. Eu quis tanto..



tati bernardi

terça-feira, 20 de abril de 2010

me encantei

' Me encantei. A culpa é minha. Minha e das minhas expectativas. Minha e das minhas lamentáveis escolhas. MInha e do meu coração lerdo. MInha e da minha imaginação pra lá de maluca. Então, com licença, deixe eu e minha culpa em paz. Eu e meu delicioso perdão por mim mesma. Eu só te peço uma coisa. Para de culpar a vida. Pare de ter pena de você. Se assuma. Se aceite. Se culpe. Se estrepe. Se mate. Mas se perdoe. Pelo amor de Deus, se perdoe. Somos todos culpados, se quisermos. Somos todos felizes, se deixarmos '

Fernanda Mello

tati bernardi

(...) Aí eu tomo um banho bem quente pra te espantar da minha pele. E canto bem alto, pra te espantar da minha alma. E escovo minha língua bem forte, pra separar seu gosto do meu. E quase vomito, pra parir você do meu fígado. E tento ser prática e parar de suspirar. E tento abrir a geladeira sem me perguntar o que eu poderia comprar pra te agradar. E tento me vestir sem carregar a esperança de esbarrar com você por aí. E tento ser só eu, simplesmente eu, novamente, sem esse morador pentelho que resolveu acampar em mim. E nada disso adianta. E o esforço pra não fazer nada disso já é fazer tudo isso (...)


tati bernardi

prometemos .

Bom, um dia desses nós conversamos e você decidiu viver sua vida, e eu viver a minha, pra ver se essa dor acabava. Nós nos afastamos, prometemos nos encontrar daqui dois anos, em 2012. Prometi pra você que eu iria ficar bem, que isso ia ajudar a diminuir nossos sofrimentos, que ia acabar com a dor de te ter e não poder te tocar, de te amar e não poder dizer isso olhando nos teus olhos, que depois desses dois anos, quando a gente se encontrasse de verdade, a gente iria ficar mais juntos do que nunca e para sempre. Te prometi também que dois anos passariam num piscar de olhos. Mas, quando tempo dura um piscar de olhos? Fazem menos de uma semana que você se foi, e já parece anos. Estou quebrando a promessa de que ficaria bem, eu estou sofrendo. Achei que seria até bom sentir saudade, mas minha saudade se transformou em lágrimas, lágrimas de dor. Prometemos nenhum tipo de contato, não quero saber o que acontece aí e nem você o que acontece aqui, afinal, nada importa se daqui 2 anos estaremos juntos denovo né? Dessa vez juntos pra valer. Mesmo com suas promessas e palavras sinceras, eu ainda insisto em parar pra pensar se você ainda pensa em mim. Quero minha felicidade de volta, quero meu sorriso completo outra vez. Você me mostrou o que é felicidade sem nem mesmo me tocar, me deu os melhores carinhos sem ao menos me abraçar, me deus os melhores beijos mesmo sem me beijar. Eu te sinto mesmo com a maior das distâncias, você sabe. Você me faz sorrir, me faz chorar, tremer, amar. E eu te agradeço por isso. O tempo vai passar e a certeza de que é do seu lado o meu lugar só vai fortalecer. Toda noite antes de dormir, fico olhando pra sua aliança, lembrando de toda nossa história, que afinal é muito engraçada, fico rindo que nem uma boba, mas depois vem a dor. Ontem mesmo, peguei sua carta e li, as lágrimas embassaram minha vista então guardei e tentei dormir, sonhei com você.
Passo o dia todo sorrindo pensando em coisas boas sobre você, a noite vem essa dor, e finalmente nos meus sonhos te encontro e tudo acontece da maneira mais mágica possível. Me conforta lembrar que você me disse que não vou ter que acostumar a viver com essa dor, que você vai voltar e me devolver aquele sorriso que tinha desde 8 meses atrás até um dia desses. Pensa em mim e sorri pra mim, to fazendo o mesmo por você. Não deixa de me sentir, eu ainda te sinto. Eu te amo mais a cada segundo da minha vida. Te espero.


Larissa Duarte


bom, gente eu queria dizer que até um tempo atráz a maioria das postagens tinham algo a ver cmg, hoje .. aquela fase melancólica passou, haha, entao os textos nao são mais 'tão meus', HSUAUSAHSHAUS, loogico, tem parte que é inevitavel, todo mundo se identifica com alguma coisa daqui- textos em gerais- ,eu acho pelo menos . portanto, eu tenho postado, os que eu mais gosto quando leio, acho que voces notaram que nao são de nomes tão conheçidos, eu tenho lido eles em comunidades, mais são realmente muito bons, rs .
se alguém precisar de alguma ajuda, quiser algum texto que fale sobre alguma coisa, pode me avisar, me mandar um e-mail (lobalela.caotica@hotmail.com) que eu farei o possivel pra atender seu pedido .



beeeijos, lobalela

simples,amor .

Uma semana antes do meu ex namorado se casar eu fiquei sabendo que ele iria se casar. Já fazia uns quatro anos que a gente não se falava mas eu não aguentei e liguei pra ele. Eu não queria voltar, não gostava mais dele, não queria estragar nada. Eu só queria saber “como”. Fui tomada por uma curiosidade tão absurda que não poderia viver mais um dia sem saber “como”. Como? Eu perguntei, torcendo pra que o absurdo fizesse sentido a ele, que me conhecia tão bem. Porque a mim não fazia o menor sentido.
E ele respondeu, me dando de presente, de novo, uma intimidade de compreensão que eu já nem lembrava mais que existia: simplesmente rolou. É isso? Então era só isso? Simplesmente rolou. Então é simples? Aquilo sim me fez sofrer. Era simples. Amar era simples. Eu nunca tinha parado pra pensar nisso.
Sequer tinha passado pela minha cabeça. Amar pra mim sempre foi o torpor, a berlinda, a coisa mais insuportável do mundo, a catapulta pra me lançar pra longe do próprio sentimento. Mas amar era simples. Imaginei sua mulher, que era linda e agradável de imaginar, lendo um livro com fones de ouvido enquanto ele e seus amigos animalescos destruíam a sala vendo o jogo do Flamengo. Amar era simples. Por que raios aquilo me irritava tanto? Por que raios eu não pegava um livro, botava o fone, e era feliz?
Era só um jogo, eram só alguns amigos meio bobos que daqui a pouco iriam embora. Era só uma corneta com auto-falante,cigarro brigando pra ver quem fazia meu nariz cair primeiro. Fora um ou outro som de pum. Imaginei sua mulher quieta num jantar chato, daqueles que ele começava a discursar sobre propaganda com uma lembrança invejável de datas e nomes de pessoas. E ela orgulhosa.Meu amor ama o que faz. Ele é um pouco mala, mas tudo bem. Feliz. Mudando delicadamente de assunto. Essa manteiga com ervas é incrível, amor, experimenta. Leve. Calando a boca dele com classe. Simplesmente rolou. O amor era simples. Para ele e para uma meia dúzia de ex namorados meus que sempre encontro por aí, envoltos pela energia da simplicidade do amor. Suas mulheres grávidas. O cuidado pra atravessar a rua. Os almoços em paz. Um acordo qualquer que não me parece em nada deprimente ou sofrido quando os vejo por aí, exibindo a vida que acontece simplesmente. Simplesmente rolando pra todo mundo.
Mas escuta, dá pra aturar um cara que nunca fala sério e faz piada de tudo? Mas escuta, dá pra aturar aquele outro que não lia nada desde o último sucesso do Harry Potter? E o mister agora tô no meu planetinha e você pode morrer se bater na porta? Dá pra aturar? Fora tudo aquilo que vem junto. Ciúme, saudade, raiva, dor, preguiça, bode e por aí vai.
Alguém aturou. Todos eles. Todos vivendo suas histórias. E eu escrevendo textos as cinco da manhã. Porque a palavra “como” não me deixa nem dormir, o que dirá ser simples


tati bernardi

' a verdade é que para alguns, amar é tão facil, que chega a ser entediante '

tempo, tempo, tempo ..


Que dia é hoje? Em que mês estamos? Tudo tem parecido como anos se passando, perdi as contas, perdi a noção do tempo desde quando eu desisti. Acho que preciso sair da sua vida, eu preciso me mudar do seu mundo, encontrar um abrigo temporário pra mim, enquanto não descubro como voltar de uma maneira que eu não estrague a sua vida, nem deixe feridas em você, tenho medo que elas se tornem cicatrizes, igual se tornaram em mim. Só vou voltar quando eu não tiver mais a horrivel mania de te fazer sofrer, vou voltar quando eu conseguir avisar os anjos que eles não precisam mais te proteger por que eu já vou conseguir fazer isso sozinha, pois eu irei ser o seu anjo.
Tive que te deixar pois só faço besteira do seu lado, falo na hora errado, sinto na hora errado, sofro na hora errada, e só faço coisas erradas. Sei que te evitar não é a solução, mas é só por um tempo, pois sei que não importa o rumo que eu tome, todas direções indicam você como caminho, até por que eu sei que você é uma das poucas certezas da minha vida.
Não quero mais ver lágrimas caindo dos seus olhos, e escorrendo no seu rosto, essas lagrimas são geladas, são frias como eu, e não é só o que é quente que queima e arde, eu sei que isso dói, não vou dizer que dói mais em mim do que em você, ou ao contrário, pois eu estaria mentindo, essas dores não tem proporção, e são impossiveis de ser comparadas, igual quando dizemos eu te amo, e só ouvimos eu te adoro, ou dizemos eu te adoro e não conseguimos dizer eu te amo, qual é o pior ? não dá pra definir certas coisas... A sorte é, tudo isso pode mudar!
Você é a página mais linda escrita em meu destino, e farei de tudo para que isso não seja só uma página, vou fazer de tudo para que isso seja bem mais que um livro com um final feliz, vou fazer de tudo para que seja algo infinito, para que seja a coisa mais linda da minha existencia.
Por você irei mudar meus planos, sair da rotina, enfrentar o que for preciso, vou até o fim por você, irei te mostrar que nada precisa de razão pra acontecer, igual como do passado eu te trouxe pro presente, e você sempre continuará no meu futuro, ou melhor você vai ser o meu futuro.
Prometo te entregar meu coração, quando ele estiver curado novamente, assim que eu tiver juntado todos os pedaços de novo, ele estará nas suas mãos, e se você resolver me entregar o seu também não me importarei de consertar ele pra você.
Todos ainda me perguntam o porque de insistir em nós, dizem que nós não temos mais jeito, que esse nós não existe mais, que não faz sentido insistir no que já acabou, mas o que ninguém entende é que só vai acabar quando não tiver mais amor, e felizmente isso não vai acontecer, pois sou dependente de você, apaixonado por você, pelas suas qualidades, e amo todos seus defeitos, não vivo sem suas implicancias, sem seus sorrisos, e sei que do mesmo jeito que eu quero segurar sua mão, você também quer segurar a minha, pra sempre.
Não vou mentir, vou sentir saudades de você, mas prometo não morrer dela, peço que você também seja forte o suficiente para saber lidar com a minha ausencia, espero que saiba lidar bem com os dias que vão ficar mais longos, pois eu irei te recompensar por isso, vou ser a única capaz de te fazer a pessoa mais feliz desse mundo, e se não for isso, vou chegar o mais perto possivel, vou ter um ombro amigo pra você chorar, um colo pra você descansar, vou estar do seu lado pra tudo que precisar, vou cuidar de você, sem nem notar, vou te dar pedacinho de terra firme para quando suas asas esquecerem como é voar, vou ser seu maior motivo pra sorrir, vou ser uma pessoa melhor, não para os outros nem para mim, uma pessoa melhor pra você, vou ser algo que você já conhece bem, vou ser aquilo que você chama de amor.

Jéssica Tedesco

segunda-feira, 19 de abril de 2010

pedaços



Você tirou um pedaço de mim, um pedaço bem pequeno, mas que com o tempo se tornou um pedaço enorme, que ardia e me fazia contorcer. Aquelas três palavras que eu tanto esperei que com o tempo virou rotina dizer, aquelas madrugadas que eu gostava tanto, sumiram no espaço que agora é visível, aqueles dias em que tudo dava errado e era chegar a noite e ter você, se evaporaram com os dias, aquelas minhas manias se acabaram junto com tudo aquilo que a gente viveu. Você me fez te amar, você me fez acreditar e então você foi embora. Não adianta deixar isso pra lá, às vezes, isso machuca mais ainda. Eu fiz plano, eu tive sonhos e sabe aquelas viagens antes de dormir, eram todas com você. E mesmo assim, você foi embora. Não dói nem um pouco em você? Ver que tudo acabou assim. Tudo pode desaparecer amanha, e você ainda continua longe, é preciso tentar voltar, enquanto ainda estamos bem, nós estamos bem não é? Você só foi embora, mas você pode voltar. Você tirou um pedaço de mim, pequeno que se transformou em grande, mas mesmo assim, eu ainda te amo, dá tempo de voltar, você lembra daqueles filmes, daquelas madrugadas, daquelas risadas, você lembra de como nós éramos felizes? Você lembra de como nós nos amávamos e que não era rotina até você ir embora, as manias ainda permaneciam, por causa das suas palavras bonitas, o brilho no olhar ainda permanecia, por causa da união, aquela coisa toda, aquele amor todo, não acabou, por que eu sei que você sente, é só uma questão de tempo até você perceber, nada é fácil e nada é lúcido, você tem que fechar os olhos pra enxergar, vamos, quando abri-los eu ainda vou estar aqui, eu vou fechar os meus também, e quando abri-los eu também quero que você esteja aqui, que você tenha voltado, junto com as madrugadas, com as três palavras esperadas, com as minhas manias. Não vamos deixar isso passar, entre em sintonia, não deixe que tudo isso, vire apenas lembranças

Anna Mara

domingo, 18 de abril de 2010

grey's anatomy

Um homem sábio uma vez disse: "Você pode ter qualquer coisa nessa vida se sacrificar todas as outras por isso". O que ele quis dizer é que tudo tem seu preço. Então antes de entrar numa batalha, é melhor você decidir o quanto você está disposto a perder. Muitas vezes, ir atrás daquilo que faz a gente se sentir bem significa abrir mão do que você sabe que é certo. E deixar uma pessoa entrar significa derrubar o muro que voce passou a vida inteira construindo. É claro que os sacrifícios mais pesados são aqueles que aparecem de repente. Quando não temos tempo de pensar em uma estratégia para escolher lados… ou para avaliarmos a possivel perda. Quando isto acontece, quando a batalha nos escolhe, e não o contrário, é quando o sacrifício pode acabar sendo maior do que se pode suportar .


Sempre haverá um caminho. Quando a vida parece não ter nenhum rumo, sempre haverá um caminho para se fazer o impossível. Sobreviver até quando não dá. Sempre há um caminho. Nós temos isso em comum, ficamos inspirados. Diante do impossível, ficamos inspirados. Se eu puder oferecer somente um conselho…se hoje você está amedrontado, ao invés disso, fique inspirado


E até hoje eu acredito que na maior parte do tempo o amor é uma questão de escolhas. É uma questão de tirar os venenos e as adagas da frente e criar o seu próprio final feliz.

O estado de paz não é permanente. Acontece em momentos, sempre escapando.
Vai embora antes mesmo de sabermos que estava lá.
Podemos vivê-los a qualquer momento: na bondade de desconhecidos, em uma tarefa que precise de concentração, ou no simples conforto de uma velha rotina.
Todo dia, passamos por esses momentos de paz.
A dificuldade está em identificá-los para podermos aproveitá-los.
E vivê-los.
E finalmente, deixá-los passar .

eu aaaaaaaaaamo a série, já assisti todas as temporadas até agora, e adoro as narrações, demorei até pra postar aqui, mais agoora eu to começando, tem muita coisa ainda, vamos por partes - que clichê - rs .


beeeijos .lobalela

frases.


(...) Obrigada por abrir meu olhos. Eu sempre achei que avisar as pessoas do que eu sinto fosse me prevenir de mais decepções, mas eu percebi que só me deixa mais vulnerável.
Idiota fui eu, de acreditar cegamente em tudo. Obrigada por me deixar mais seletiva, mais fechada.Seria ridículo culpar você por alguma coisa. O resultado óbvio de tudo o que eu fiz só podia ser isso.Foi melhor que falar (...)


verônica h

' Você nunca pediu mais do que eu podia dar e eu sempre quis mais, quis menos, sempre quis diferente. Você nunca exigiu nada de mim, só queria minha existência e eu não soube nem existir pra você '


verônica h

historinha

Você disse “Oi”; eu respondi.
Você não tinha mais cigarros; eu ofereci.
Você queria andar; corremos.
Você queria beijar; eu também.
Você tinha medo; eu não.
Você tinha algo; eu não tinha ninguém.
Você me beijou. Você me beijou.
Eu queria beijar; você não sabia mais.
Eu queria correr, você fugiu.
Eu tinha você; você não queria nada.
Eu disse “Oi”; você disse “Adeus”.
Eu tenho tantos cigarros; você nem fuma mais.
Queria que você ligasse; você não ligou.
Queria que você falasse; você se calou.
Queria que o tempo passasse; você voou.


beeshop e estaban

o mundo dá voltas


Pensei um dia desses em você, pensei no quanto tem sido idiota de um bom tempo pra cá, pensei nas suas mudanças, suas manias e atitudes. Foi tão egoísta ao ponto de abandonar todos os sonhos e planos meus, só por não serem mais tão teus. Achei que já sabia o que significa realmente amar alguém, imaginei que soubesse que quando duas pessoas se amam, pensam uma na outra como se estivessem pensando em si mesmas, vivem a sua vida junto com a outra, compartilham dores e alegrias, acho que é isso, compartilhar. Sua capacidade de me desmoronar em questão de minutos foi incrível, aliás, já tão cansada de sonhar e acreditar, despedaçada um pouco mais todos os dias, me mantinha em pé. Tudo o que fez quando menos esperei foi me empurrar, pra que todos os pedaços que separados estavam, caíssem ao chão. Não sabe como me sinto hoje depois de todo esse tempo, renovada, feliz outra vez! E não sei se lamento ou se sorrio quando me dizem que pergunta por mim, que insiste em tocar em meu nome. Lamentável ver que o que fez de ruim, voltou pra você. Imagino as lembranças que tens, a saudade que tem, e eu não voltarei sequer pra perguntar se tudo está bem. Afinal, por tanto tempo pensando em nós dois, hoje penso apenas em mim, e eu estou bem. Talvez tenha que te agradecer, porque só passamos a ser felizes de verdade após a dor, só assim sabemos o que realmente é felicidade.




Ana Luiza

ame .


Diga a ela como você a admira. Quando estiver desanimada, abrace-a forte. Escolha-a sempre entre todas as outras mulheres ao seu redor. Brinque com seus cabelos. Faça cócegas nela. Apenas converse com ela. Colha flores de outros jardins e dê a ela. Leve-a na praia e vejam o sol se pôr. Segure sua mão e faça uma caminhada. Segure sua mão e corra. Segure sua mão, e levemente a beije. Apenas segure sua mão. Converse com ela no cinema. Diga que ela está linda. Apresente ela a seus amigos como: "A mulher da minha vida." Leve ela à biblioteca, a parques de diversões e à cafeterias. Faça massagens em suas costas. Jogue futebol com ela. A faça adormecer em seus braços. Diga-lhe gracejos bobos; talvez isso a faça sorrir. Escreva poemas sobre ela. Caminhe com ela, nem que seja pelo quarteirão. Jogue pedrinhas na janela dela à noite. ♥ Surpreenda ela. Faça coisas que a faça sorrir, dar risada, e a faça querer beijar você loucamente. Quando ela começar a gritar com você, escute e pergunte o que a deixou assim. Deixe-a louca por você, depois a beije suavemente. Ligue somente para dizer "Oi". Ligue de volta quando ela te ligar. Sussurre em seu ouvido. Cante para ela, não importa o quanto ache que sua voz não é legal. Escreva seus nomes numa árvore. Empurre-a em balanços. Desculpe-se quando fizer algo que a deixou triste e não repita de novo. Deixe recadinhos inesperados no carro, na porta, expresse o quanto ela significa para você. Leve-a para lugares românticos e leve cobertores para verem as estrelas. Apareça de surpresa. Dê presentes que só vocês entendem. nsine-a a tocar guitarra. Escreva uma música para ela. Diga a ela que você acredita que isso seja um conto de fadas. ♥ Sinta seu perfume. Carregue os livros para ela. Diga que ela é a chave de seu coração. Faça CDS com músicas que lembram vocês. Escreva-lhe cartas. Se pedir que você vá a um show com ela, vá, mesmo que viagem 5 horas. Saiam pela estrada, sem nenhum destino. Acredite nos sonhos dela, ajude a transformá-los em realidade. Ouça as músicas favoritas dela. Quando ela estiver triste, fique no telefone com ela, mesmo que ela não esteja dizendo nada. Compre a ela um sorvete. Olhe em seus olhos e sorria. Dance devagar com ela se a música for rápida. Deixe ela tirar de você quantas fotografias quiser. Faça a ela um romântico jantar em dias especiais. Lembre-se de datas e a surpreenda em seu aniversário. Beije-a na testa. Beije-a na chuva. Beije-a onde ela menos espera! Sempre que quiser estar com ela, diga. Seja seu melhor amigo. Depois de tudo isso... Quando ela menos esperar, diga em seu ouvido, bem baixinho: — Eu te amo! ♥


Layse Lackener Barryst

já perdi a conta

Já perdi o numero das noites que virei pensando em você. Das vezes em que nada chamava minha atenção, pois meu pensamento estava focalizado em uma única coisa, uma única pessoa. E todas essas noites e todos esses momentos em que nada mais tinha valor, a não ser os meus pensamentos, aqueles que me levavam pra junto de você.. que faziam nem que fosse por um segundo a gente ser perfeito um pro outro. Foram tantas as vezes que eu fechei os meus olhos e abri um sorriso porque eu sabia que eu iria encontrar contigo, sabia que iria te abraçar e me sentir segura, porque nesses momentos nada me dava medo, nada podia acabar com o que eu estava sentindo. E quando eu abria os olhos e sentia a realidade tomando conta de mim, era a pior sensação do mundo.. e ao mesmo tempo o meu corpo palpitava, meu coração acelerava e a emoção me dominava e transbordava nos meus olhos através das lagrimas, as mais sinceras que já derramei na vida.. e a minha única vontade era de ver você, nem que fosse de longe. As vezes eu procuro entender de onde vem tanto sentimento, como eu tenho tantas forças pra continuar aqui, por você, mesmo depois de vários acontecimentos que causaram consequencias irreversíveis. Imaginar você já virou um dom pra mim.. e por várias horas virou necessidade pra mim. E eu me vejo hoje aqui, parada no tempo, esperando por você.. sem garantia alguma de que você realmente virá. Mais a certeza de que o meu sentimento é o mais verdadeiro possível, me faz acreditar que mesmo que demore, e mesmo que o tempo seja lento a respeito disso, você virá, e todos esses momentos imaginados vão se tornar realidade, porque você não é só o meu sonho, você não é só o meu amor.. você é a minha verdade, a verdade dos meus sentimentos, a verdade que me faz levantar todos os dias e me faz acreditar, acreditar que tudo pode se tornar verdade, assim como você é pra mim. Eu te amo.. e vou estar aqui ate o fim, pela nossa verdade, sempre .


Layse Lackener Barryst


bom, aqui voce encontra texto sobre quase tuudo né ?! se identifiquem !
Layse *---*, estou adorando os textos dela .

sábado, 17 de abril de 2010

a festa, trecho


(...) Todo mundo vai embora. Talvez eu passe mal porque misturei vinho com ansiolítico e remédio pra dor de cabeça e magnésia bisurada e Listerine e uma saliva que não me conta nada. Talvez eu não consiga ter prazer hoje porque já acabou o efeito e já não tô mais aqui. Eu tô no amanhã cedo, limpando a casa, olhando a agenda de novo e, só pra tentar contar do meu jeito e me assustar menos, escrevendo um texto. Vai começar tudo de novo .

tati bernardi

eu somava, voce subtráia



De pés enroscados, não poderia mais levantar daquele lugar. Rodeada de folhas, eu parecia confortável embora imóvel. Não sentia mais aquela dor, eu estava conformada. Eu caí, e foi isso que aconteceu. Caí do abismo mais alto, do céu mais infinito, eu caí do avião mais rápido e fui congelada num tempo chamado eternidade. A chuva disparava sobre mim, com uma força que deixaria marcas. O céu carregado deixava a noite ainda mais negra. Não sabia onde estava. Se fosse um jogo de dardos, eu seria o alvo central, e você seria o craque do jogo. Eu era uma flor encharcada, murcha, morta, atirada ao chão.
Anestesiada, meus sentimentos oscilavam, do amor ao ódio. Eu sentia a tua presença perto demais, e você em outra vida. Eu não sabia o que queria, mas lembrava da tua voz dizendo que eu ficasse calma porque tudo ficaria bem. Você me machucou, e estava tentando me deixar melhor, era tão provocador e ao mesmo tempo remédio. Eu precisava, eu ainda preciso. Não podia ver a imagem de mãos balançando num aceno de tchau, ou suas costas num caminhar infinito para o caminho contrário. Vivo agora do seu sorriso, do seu ar respirando sobre mim, eu só posso te sentir. E você dizendo que seria melhor para nós, você não sabe o que é bom, mas é perfeito para mim. Eu pedindo carona, e você apertando o acelerador para eu não te alcançar. Eu pássaro, você peixe. Eu lápis, você borracha. Eu somava e você subtraía. Eu amando, e você tentando uma despedida sem dor. Corações machucados rolam sobre mim, eu que só tenho um, sinto um peso de quase cem. E todas as vezes que você sorri, penso que é para mim, e não desisto jamais. Vou fazer desse caminho, o melhor. Meus pés ainda estão presos e você está me olhando de perto, por que eu ficaria mal se você é minha vida em resumo? Desacordada, eu sigo com lembranças, de uma vida acompanhada, desse sonho ruim e com sementes de esperanças que só fazem crescer. Por que é que você não volta?

gabi macedo


bom, todo munda já sabe que eu nao escrevo porra nenhuma, o que eu fasso na verdade, é procurar textos seja em blogs, sites, tópicos, comunidades e coloca-los aqui com seus autores, vejam isso como uma curadoria, e uma forma de divulgação, é como eu seleciono os que eu mais gosto, e organizo aqui rs .
se quiserem me mandar textos pra que eu publique, o e-mail é o seguinte lobalela.caotica@hotmail.com



beeeijos, lobalela

sempre passa



Mais uma vez aquela mesma história se repete, nossas mãos se separaram denovo, pela última vez agora, talvez nem se encontrem mais. Já faz algum tempo, e não é que eu não sofra mais com a sua ausência, mas eu simplismente estou aprendendo a seguir sem você. Não pense, nem por segundo, que está sendo fácil pra mim, eu só estou tentando ser como era antes de você. É díficil, é sim! Eu nunca achei que seria fácil, até porque eu te encontro em tudo que vejo, você está em todas as coisas. De repente tudo me lembra você, e isso dificulta bastante... Até porque agora eu sei que não posso inventar uma desculpa e te encontrar "por acaso" porque nem ao menos você está perto. O que talvez contribua... a sua falta pode ser tão imensa que eu posso aprender a viver sem você denovo, mesmo que demore, mesmo que eu sinta saudades suas mais que qualquer outra coisa, mesmo que eu não tenha mais ninguém que me complete... Isso passa, sempre passa não é? E mesmo que os dias pareçam mais longos, que minha noites não tenham mais sentido, mesmo que eu chore ao escutar nossas músicas, mesmo que eu sempre ache um pouco de você no meu quarto, nas minhas coisas... Passa. E talvez chegue um dia em que eu encontre as nossas fotos, no fundo da gaveta e lembre dos nossos momentos, mas não com essa dor que eu sinto agora, mas com o mesmo amor que a gente viveu, talvez eu lembre de tudo com a mesma felicidade que a gente estava naquela foto. Vai chegar um dia em que simplismente a dor vai acabar, as cicatrizes ficaram aqui, mas não doerá mais, não importa o quanto isso demore. E eu lembrarei de cada momento, de cada filme, de cada risada, cada beijo... Eu sempre me lembrarei de tudo! E ainda me assusta a idéia que você encontrará outras, mas nossas vidas seguem, mesmo que separadas. Mesmo assim, você será uma parte da minha vida a qual eu jamais quero apagar da memória. Por que sei que cometemos erros, sei que brigamos desnecessariamente, e se nós erramos tanto, eu tenho certeza que foi tentando acertar, mas talvez seja por sermos tão diferentes que chegamos ao fim... Apenas sabemos que nada é pra sempre, só não queremos acreditar, até que o nosso "pra sempre" acaba. E mesmo que nossas vidas sigam rumos diferentes agora, que nós não realizemos tudo que um dia planejamos, eu sei que daqui há algum tempo alguém me perguntará quem foi o meu primeiro amor de verdade, e eu já terei uma resposta. Direi que foi você, e nesse momento vai surgir no meu rosto o mais sincero sorriso! Vou rir lembrando de tudo que um dia nós passamos juntos, e ninguém jamais entenderá isso, mas eu ainda acho que, nesse pouco tempo, nós tivemos mais amor que a vida inteira de muitaspessoas, e milhares de pessoas continuam rodando o mundo em busca do que nós tivemos um dia... Ainda é pra você o meu "te amo" mais sincero. Nunca esqueça.


Layse Lackener


obviamente é de um perfil fake que eu achei, mais que texto mais liiiiiindo *-*-*
aqui o perfil dela pra vocês Layse

sentimentos mundam

Olá, você poderia amarrar meu coração com o seu, e nunca desatar o nó? Você poderia ser meu pra sempre? Preciso secar algumas lágrimas que escorrem em meu rosto. Tenho que sentir o calor do sol em minha pele novamente e talvez, assim, esquecer um pouco de você. Estou pensando em ler todos os livros que tenho de uma vez só, pra que talvez, com tantas histórias e fantasias, eu consiga te tirar do meu pensamento. Decidi que vou sair por aí sem tentar te encontrar em cada rua, sem ficar imaginando seu rosto nas pessoas, e que não irei mais procurar suas falhas em ninguém. Eu posso ter me apaixonado pelos seus erros. Acho que apressei demais o passo quando te encontrei, devo ter corrido mais rápido do que meus pés suportavam. Meu coração batia aceleradamente a cada palavra sussurrada em meu ouvido, mas eram as palavras mais falsas já ditas a alguém. Talvez eu tenha sido só mais uma das iscas para sua pescaria infame. Fui apenas mais uma garota que sorria enquanto você criava planos para sua vida, mas apenas, a sua vida; não minha. Eu enxergava uma luz diferente, e onde pensei que talvez ficaríamos juntos para todo o sempre, só que isso me fez perceber, da maneira mais cruel, que o 'sempre' é inexistente. Eu senti tantas coisas que uma alma cansada não pode imaginar. Devo ter perdido a oportunidade certa que cerrou meus olhos, e não consegui nunca mais abrir.. Até agora. Acho que andei muito perto do amor, só que agora estou caindo.
Vai em frente, pode ir, não precisa mais ficar aqui.
Então.. Você mudaria seu coração, se ele fizesse diferença?

Kissya

'Te amo mesmo, talvez pra sempre. Mas nem por isso eu deixo de ser feliz ou viver minha vida. Foda-se esse amor. E foda-se você ' tati bernardi

bom, eu achei esse texto em um tópico da PAV , ele é dá Kassya e eu simplismente ADOREI ! rs


beeeeijos, lobalela

frase


Sou egoísta, impaciente e um pouco insegura. Cometo erros, sou um pouco fora do controle e, às vezes, difícil de lidar. Mas se você não sabe lidar com o meu pior, então com certeza você não merece o meu melhor.

marilyn monroe

sexta-feira, 16 de abril de 2010

textinho ?!


Interrompa a experiência cotidiana e as expectativas que ela traz. Viva como se tudo dependesse de suas ações. Rompa o feitiço da sociedade de consumo para que nossos desejos reprimidos possam se manifestar. Demonstre o que a vida é e o que ela poderia ser. Para imergirmos no esquecimento dos atos. Haverá uma intensidade inédita. A troca de amor, ódio, horror e liberdade. A afirmação tão inconseqüente da liberdade que nega o limite.

Waking Life

frase ... do dia .


' Por vezes, tentamos fugir. Fugir pra não sofrer, porque as cicatrizes, de uma forma ou de outra, continuam ali. Mas, às vezes, fugir se torna tão covarde e sem razão, que ficar é a melhor opção ! '

frase reflexiva do dia .


' Tem gente que vive sonhando alto. E sério, você não precisa aprender a voar, quando o seu desejo está no chão, bem do seu lado. '

@segredodegarota

quinta-feira, 15 de abril de 2010

frase estimulante do dia .




Se o amor fosse para sempre, quase toda garota ainda estaria chorando na cabeceira da cama. O primeiro amor dói, mas passa. Renove-se!


@segredodegarota *0*

quarta-feira, 14 de abril de 2010

olhe, não fique assim não .

vai passar. Eu sei que dói, é horrível. Eu sei que parece que você não vai aguentar, mas aguenta. Sei que parece que vai explodir, mas não explode. Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo porque dentro da gente, nesse momento, não é um bom lugar para se estar. Dor é assim mesmo: arde, depois passa. Aliás, a vida é assim: arde, depois passa. A gente acha que não vai aguentar, mas aguenta as dores da vida. Pense assim: agora está insuportável, agora você queria abrir o zíper, sair do corpo, encarnar numa samambaia, virar um paralelepípedo ou qualquer coisa inanimada, anestesiada, silenciosa. Mas agora já passou, agora já são dez segundos depois da frase passada. Sua dor já é dez segundos menor do que há duas linhas atrás. Você acha que não porque esperar a dor passar é como olhar um transatlântico no horizonte estando na praia. Ele parece parado, mas aí você desvia o olho, toma um picolé, lê uma revista, dá um pulo no mar e quando vai ver o barco já está lá longe. A sua dor agora, essa fogueira na sua barriga, essa sensação de que pegaram sua traquéia e seu estômago e torceram como uma toalha molhada, isso tudo - é difícil de acreditar, eu sei - vai virar só uma memória, um pequeno ponto negro diluído num imenso mar de memórias. Levante-se daí, vá tomar um picolé, ler uma revista, dar um pulo no mar. Quando você for ver, passou. Agora não dá mesmo para ser feliz. É impossível. Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. Como cantou Vinícius: "É melhor viver do que ser feliz". Porque para viver de verdade a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado para trás, cai. Dói, eu sei como dói. Mas passa. Está vendo a felicidade ali na frente? Não, você não está vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o único jeito de deixá-la para trás é continuar andando. Você vai ser feliz. Está vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que estou falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.

' Nós apreciamos o calor porque ja sentimos frio. Apreciamos a luz porque já estivemos no escuro. Como prova do que digo, podemos experimentar a felicidade porque já conhecemos a tristeza '

David L. Weatherford


achei nessa comunidade , muuito bom mesmo !pelo menos eu adoro ele.


lobalela

mais trechos .

'(...)Sempre de pé, carregando seu corpo sempre no chão. Sempre com pressa, pressa de acabar logo com tudo. Para poder deitar um pouco. Para poder dividir a tristeza com a gravidade. Para parar de fingir que tudo bem andar por aí carregando essa merda dessa tristeza. Sempre de pé. Afinal, seria um pecado não ser absolutamente feliz, com tanta gente pior por aí, não é mesmo? '

'E você continua escrevendo sua história pulando linhas, errando palavras, esquecendo os títulos. E eu continuo escrevendo seu nome com letras cheias, para tentar preencher você de alguma maneira. Pra tentar deixar tangível a sua existência '

'Eu te amo quando as pessoas olham estranho, suspeitando. Eu amo quando usa aquela camiseta preta e olha pra mim quando não pode. Eu amo seus elogios. Eu te amo independente do amor. Eu te amo quando considerar errado amar. Eu te amo quando for proibido, quando me deixarem, quando você quiser e principalmente quando não quiser e precisar. Quem sabe você precise do meu amor tanto quanto eu preciso te amar.'

'Ainda é cedo e eu preciso de amor. Só um pouquinho de amor... Quero que ele veja o quanto mudei por causa dele, na esperança de que seu riso congelado saia do automático e eu ganhe um único sorriso verdadeiro (...) Talvez meu amor tenha aprendido a ser menos amor só para nunca deixar de ser amor'

'Queria saber onde é que está aquele tipo de namorado que você não veste para se exibir mas despe para provar só pra si mesmo o quanto é feliz. Que você não desfila ao lado, mas leva dentro do peito'

'Eu sou antipática mesmo, o mundo tá cheio de gente brega e limitada e é um direito meu não querer olhar na cara delas, não tô fazendo mal a ninguém, só tô fazendo bem a mim (..) E dói mesmo, eu me apaixono mesmo, eu sou intensa mesmo, eu me ferro mesmo, às vezes eu ferro as pessoas mesmo. Tudo é bom, tudo é vazio, tudo é bom de novo. Viver é um absurdo e não dá pra passar por isso tão ileso. '

'E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz. E entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente acha que o mundo está maluco e sonha com a praia do Espelho e com sonos jamais despertados antes do meio-dia. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida.
E você me olha com essa carinha banal de “me espera só mais um pouquinho”. Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu .'

'E você continua indo embora, e eu continuo ficando, vendo você levar partes de mim que antes eu nem sentia falta.'

'Eu preciso aprender a ser menos. Menos dramática. Menos intensa. Menos exagerada. Alguém já desejou isso na vida: ser menos? Pois é. Estranho. Mas eu preciso. Nesse minuto, nesse segundo, por favor, me bloqueie o coração, me cale o pensamento, me dê uma droga forte para tranqüilizar a alma. Porque eu preciso. E preciso muito. Eu preciso diminuir o ritmo, abaixar o volume, andar na velocidade permitida.Confesso: eu não consigo. Nada em mim pára, nada em mim é morno, nada é pouco, não existe sinal vermelho no meu caminho que se abre e me chama. E eu vou .'

' tudo isso porque não sei lidar com o mundo girando na minha barriga, a tontura do amor, o enjôo do vício em você, a dor do músculo quando me separo. Pode parecer maluco, mas todas as minhas súplicas para que você desista de mim, é um jeito maluco de pedir que você não desista nunca, pelo amor de Deus (...) '

' Temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia . '

' (...)Eu não sei esperar nada. e a natureza gritando no meu ouvido que então, já que sou birrenta, vou ficar sem nada mesmo. Porque é preciso saber viver. Atiram a gente nesse mundo, nosso coração sente um monte de coisa desordenada, nosso cérebro pensa um monte de absurdo. e a gente ainda precisa ser superequilibrada para ganhar alguma coisa da vida. como se só por estar aqui, aturando tanta maluquice, a gente já não devesse ganhar aí um desconto para também ser louco de vez em quando'

'(...) Olha, faça um favor para mim, antes de tremer as pernas pelo inconquistável e apagar as luzes do mundo por um único brilho falso, olhe dentro de você e pergunte: estupidez, masoquismo ou medo de viver de verdade? '

'Minhas piadas, meu jeito de falar, até meu jeito de dançar ou de andar. Tudo é você. Minha personalidade é você. Quando eu berro Strokes no carro ou quando eu faço uma amiga feliz com alguma ironia barata. Tudo é você. Quando eu coloco um brinco pequeno ao invés de um grande. Ou quando eu fico em casa feliz com as minhas coisinhas. Tudo é você. Eu sou mais você do que fui qualquer homem que passou pela minha vida. E eu sempre amei infinitamente mais a sua companhia do que qualquer companhia do mundo, mesmo eu nunca tendo demonstrado isso . '

'Só olhar para ele, sentar ao lado, ouvir a voz, faz tudo ficar mais feliz. Algumas pessoas simplesmente valem a pena . '

(...)Quero ser criança, mulher, homem, et, megera, maluca e, ainda assim, olhada com total reconhecimento de território. Quero sexo na escada e alguns hematomas e depois descanso numa cama nossa e pura. Quero foto brega na sala, com duas crianças enfeitando nossa moldura. Quero o sobrenome dele, o suor dele, a alma dele, o dinheiro dele (brincadeira…). Que ele me ame como a minha mãe, que seja mais forte que o meu pai, que seja a família que escolhi pra sempre. Quero que ele passe a mão na minha cabeça quando eu for sincera em minhas desculpas e que ele me ignore quando eu tentar enrolá-lo em minhas maldades. Quero que ele me torne uma pessoa melhor, que faça sexo como ninguém, que invente novas posições, que me faça comer peixe apimentado sem medo, respeite meus enjôos de sensibilidade, minhas esquisitices depressivas e morra de rir com meu senso de humor arrogante. Que seja lindo de uma beleza que me encha de tesão e que tenha um beijo que não desgaste com a rotina .

todos, da: tati bernardi

toca .


Eu olho tanto meu celular que já decorei de quanto em quanto são cinco minutos. Eu tenho vontade de jogar meu celular numa parede qualquer. E me libertar da vontade de ouvir sua voz.
De novo, de novo, eu não canso. De novo fazendo romance em cima de um conto breve. Dois jantares e um almoço. Só isso. E lá estou eu achando que você pode ser um forte candidato a homem da minha vida. Lá estou eu acreditando que exista um homem da minha vida.
Se você não ligar, nunca mais, eu vou ficar triste, igual fiquei semana passada porque outro não ligou, igual fiquei semana retrasada porque outro sumiu. Igual eu vivo ficando chateada e vive passando. Eu tenho prostituído demais a minha espera. E as coisas parecem perder a importância toda hora. O problema é que, para perder a importância toda hora, toda hora vivem ganhando importância, e eu estou ficando cansada.

tati bernardi

ele é .


Ele é um super-homem quando a gente precisa e uma criancinha fofa quando a gente também precisa. Meu Deus, agora faço o maior dos esforços do ano: por que cacete deixei de gostar desse cara? Chocolatinhos, vinho, som ambiente, escurinhos. Ele pára o mundo todo, se ajoelha no sofá deixando as mãos no meu colo: “Você não sabe a saudade que eu senti todo esse tempo.” Seus olhos se enchem de lágrima, a música se torna instrumental matando qualquer outra palavra, a cidade não respira, o tempo não existe, a solidão é coisa de gente que mora muito longe dali, minha mente aquieta todos os monstros, as mulheres lindas nas capas das revistas são empilhadas descartavelmente e viram nada, a poluição vira oxigênio puro e cor-de-rosa, o outro homem que é dono sem merecer do meu corpo magoado explode no ar deixando apenas estrelas para iluminar meu recomeço, as dúvidas todas do que fazer pelos próximos mil anos se simplificam porque eu só desejo viver aquele momento, sim, sim, sim, eu quero zerar tudo de antes e de depois e amar esse homem agora, como antes, como nunca. Por que não?


tati bernardi

tentando um novo amor

Para curar uma dor de amor, digam o que quiserem, só conheço um remédio: um amor novinho em folha. Enquanto nosso coração não encontrar outro pretendente, ficaremos cultivando o velho amor, alimentando-o diariamente, sofrendo por ele e, no fundo, bem no fundinho, felizes por ter para quem dedicar nossos ais e nossa insônia. A gente só enterra mesmo o defunto quando outra pessoa surge para ocupar o posto.
Se isso lhe parece uma teoria simplista, toque aqui. É simplista sim. Isso de enterrar o defunto do dia pra noite só funciona quando o defunto era apenas uma paixonite, um entusiasmo, fogo de palha. Porém, se era algo realmente profundo, um sentimento maduro, aí o efeito do novo amor pode revelar-se um belo tiro pela culatra. Ele acabará servindo apenas para dar a você a total certeza de que aquele amor anterior era realmente um bem durável. E a dor voltará redobrada.
Um beijo que deveria inaugurar uma nova fase em sua vida pode trazer à tona lembranças fortes do passado, e nem é preciso comparar os beijos, apenas as sensações provocadas. Quem já vivenciou isso sabe o constrangimento que é beijar alguém e morrer de saudades do antecessor.
Um novo amor pode transformar o que era opaco em transparência: você não sabia exatamente o que sentia pelo ex, se era amor ou não, então surge outra pessoa e você descobre que sim, era amor, caso contrário não sentiria esse abandono, essa perturbação, essa forte impressão de que está fazendo uma tentativa inútil, de que não conseguirá ir adiante.
Mas o que fazer? Encarar uma vida monástica, celibatária? Nada disso. Viva as tentativas inúteis! Uma, duas, três, até que alguma delas consiga superar de vez a inquietação do passado, que venha realmente inaugurar uma nova fase em sua agenda amorosa, que deixe você tranqüilo em relação ao que viveu e ao que deve viver daqui pra frente.
No entanto, quanto mais escrevo, mais me dou conta de que não há fórmula que dê garantia para nossas atitudes, de que não há pessoa neste mundo que não possa nos surpreender, de que tudo o que vivemos são tentativas, e que inútil, inútil mesmo, nenhuma é .

martha medeiros

terça-feira, 13 de abril de 2010

sonhos secreto .

Sabe qual é meu sonho secreto? Que um dia você perceba que poderia ter aproveitado melhor a minha companhia.
Que um dia imagine o quanto teria sido ótimo estar ao meu lado, mesmo quando eu estava gripada. No entanto, sei que você está a cada dia que passa mais fugidio. E eu me limito a me surpreender com as circunstâncias da vida.
Que me levaram a viver esse papel: o da mulher que quer mais um pouquinho. Constrange-me existir esse personagem Chico Buarque, dolorida, bonita, sendo assim, meio tonta, meio insistente, até meio chata. Nunca precisei aborrecer
ninguém antes, então atuo por instinto, cansando-me facilmente. E que fique claro que não é por estar você dessa forma, tão esquivo, que o desejo tanto. Desejo-o porque desejo. Estúpida. Latina. Bethânia. Ainda creio que você, quando
eu menos esperar, possa me chegar com um verso em atitude.

fernanda young


bom, eu nao andei postanto muito, porque primeiro fui viajar do domingo, segundo meu computador estava sendo formatado, e chegou hoje, portanto nao pude procurar tantos textos, mais amanha espero voltar ao normal (:

segunda-feira, 12 de abril de 2010

trechos.

Você me ensinou muita coisa, a te respeitar, te admirar, te querer, só não me ensinou a te amar, isso aprendi sozinha. Sabe, quando estamos distantes, mesmo que por horas, sinto muita saudade, de dormir abraçada, de encaixar o rosto no vão das suas costas e querer ser embalsamada ali por mil anos. Eu sei que eu posso muitas coisas sem você, e eu sei que, se eu tomar um banho quente e comprar uma roupa nova, talvez eu possa querer uma coisa que seja, só uma, sem você. Nada muda no mundo quando você não caminha ao meu lado, as pessoas quase não percebem que falta metade do meu corpo e que eu não posso ser muito simpática porque toda a minha energia está concentrada para eu não tombar (...)

tati bernardi

Vamos, minha filha, você não tem a menor ideia de que porra estamos fazendo aqui. Se dói tanto amar, porque continuamos. Se dá tanta solidão pagar contas e impostos, porque continuamos. Se as relações são feitas também de tanta maldade, por quê? Se arranhamos e beliscamos tanto só pra tocar alguém. Se o corpo dói só porque não aceitamos pedir carinho. Mas é preciso se entregar em casa. Depois se pensa a respeito ou, com muita sorte, o cansaço vence querer entender tudo.


tati bernardi .

sábado, 10 de abril de 2010

frase .


(...) Eu descobri que tentar não ser ingênua é a nossa maior ingenuidade, eu descobri que ser inteira não me dá medo porque ser inteira já é ser muito corajosa (...)


tati bernardi

sexta-feira, 9 de abril de 2010

o amor não acaba, nós é que mudamos .

Um homem e uma mulher vivem uma intensa relação de amor, e depois de alguns anos se separam, cada um vai em busca do próprio caminho, saem do raio de visão um do outro. Que fim levou aquele sentimento? O amor realmente acaba?
O que acaba são algumas de nossas expectativas e desejos, que são subtituídos por outros no decorrer da vida. As pessoas não mudam na sua essência, mas mudam muito de sonhos, mudam de pontos de vista e de necessidades, principalmente de necessidades. O amor costuma ser amoldado à nossa carência de envolvimento afetivo, porém essa carência não é estática, ela se modifica à medida que vamos tendo novas experiências, à medida que vamos aprendendo com as dores, com os remorsos e com nossos erros todos. O amor se mantém o mesmo apenas para aqueles que se mantém os mesmos.
Se nada muda dentro de você, o amor que você sente, ou que você sofre, também não muda. Amores eternos só existem para dois grupos de pessoas. O primeiro é formado por aqueles que se recusam a experimentar a vida, para aqueles que não querem investigar mais nada sobre si mesmo, estão contentes com o que estabeleceram como verdade numa determinada época e seguem com esta verdade até os 120 anos. O outro grupo é o dos sortudos: aqueles que amam alguém, e mesmo tendo evoluído com o tempo, descobrem que o parceiro também evoluiu, e essa evolução se deu com a mesma intensidade e seguiu na mesma direção. Sendo assim, conseguem renovar o amor, pois a renovação particular de cada um foi tão parecida que não gerou conflito.
O amor não acaba. O amor apenas sai do centro das nossas atenções. O tempo desenvolve nossas defesas, nos oferece outras possibilidades e a gente avança porque é da natureza humana avançar. Não é o sentimento que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados de esperar, ou esgotados da mesmice. Paixão termina, amor não. Amor é aquilo que a gente deixa ocupar todos os nossos espaços, enquanto for bem-vindo, e que transferimos para o quartinho dos fundos quando não funciona mais, mas que nunca expulsamos definitivamente de casa.


martha medeiros

Strip-tease




Chegou no apartamento dele por volta das seis da tarde e sentia um nervosismo fora do comum. Antes de entrar, pensou mais uma vez no que estava por fazer. Seria sua primeira vez. Já havia roído as unhas de ambas as mãos. Não podia mais voltar atrás. Tocou a campainha e ele, ansioso do outro lado da porta, não levou mais do que dois segundos para atender.
Ele perguntou se ela queria beber alguma coisa, ela não quis. Ele perguntou se ela queria sentar, ela recusou. Ele perguntou o que poderia fazer por ela. A resposta: sem preliminares. Quero que você me escute, simplesmente.
Então ela começou a se despir como nunca havia feito antes.
Primeiro tirou a máscara: "Eu tenho feito de conta que você não me interessa muito, mas não é verdade. Você é a pessoa mais especial que já conheci. Não por ser bonito ou por pensar como eu sobre tantas coisas, mas por algo maior e mais profundo do que aparência e afinidade. Ser correspondida é o que menos me importa no momento: preciso dizer o que sinto".
Então ela desfez-se da arrogância: "Nem sei com que pernas cheguei até sua casa, achei que não teria coragem. Mas agora que estou aqui, preciso que você saiba que cada música que toca é com você que ouço, cada palavra que leio é com você que reparto, cada deslumbramento que tenho é com você que sinto. Você está entranhado no que sou, virou parte da minha história."
Era o pudor sendo desabotoado: "Eu beijo espelhos, abraço almofadas, faço carinho em mim mesma tendo você no pensamento, e mesmo quando as coisas que faço são menos importantes, como ler uma revista ou lavar uma meia, é em sua companhia que estou".
Retirava o medo: "Eu não sou melhor ou pior do que ninguém, sou apenas alguém que está aprendendo a lidar com o amor, sinto que ele existe, sinto que é forte e sinto que é aquilo que todos procuram. Encontrei".
Por fim, a última peça caía, deixando-a nua
"Eu gostaria de viver com você, mas não foi por isso que vim. A intenção é unicamente deixá-lo saber que é amado e deixá-lo pensar a respeito, que amor não é coisa que se retribua de imediato, apenas para ser gentil. Se um dia eu for amada do mesmo modo por você, me avise que eu volto, e a gente recomeça de onde parou, paramos aqui".
E saiu do apartamento sentindo-se mais mulher do que nunca


martha madeiros

despedida .

Existem duas dores de amor:
A primeira é quando a relação termina e a gente, seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro, com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva, já que ainda estamos tão embrulhados na dor que não conseguimos ver luz no fim do túnel.
A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.
A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços, a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida:
a dor de abandonar o amor que sentíamos, a dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre, sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também .
Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.
É que, sem se darem conta, não querem se desprender.
Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir, lembrança de uma época bonita que foi vivida.
Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual a gente se apega. Faz parte de nós.
Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis, mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo, que de certa maneira entranhou-se na gente, e que só com muito esforço é possível alforriar.
É uma dor mais amena, quase imperceptível.
Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’ propriamente dita. É uma dor que nos confunde.
Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos, que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.
Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo.
É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente .
E só então a gente poderá amar, de novo


martha medeiros